A mistura de Covid-19 com perda de arrecadação e campanha eleitoral são os ingredientes de uma bomba que vai estourar em nosso colo

A mistura de Covid-19 com perda de arrecadação e campanha eleitoral são os ingredientes de uma bomba que vai estourar em nosso colo.

Percebe-se que o governo municipal (em todas as cidades) trabalha na base de erros e acertos, um olho na eleição e outro no número de casos positivos x leitos disponíveis, com o peso da queda de arrecadação nos ombros. As ações de enfrentamento ao Coronavírus são decididas ora pelos secretários de saúde – que não sabem bem o que fazer, nem como fazer -, ora pelos assessores de marketing, esses, sim, sabem o que pode dar bom resultado eleitoral.

Por conta disso, resolvi oferecer propostas de combate que não visam eleição diretamente, mas serão muito úteis na avaliação posterior, ao tempo em que funcionam no sentido de PREVENIR a disseminação da doença, ou pelo menos retardá-la.

Em um post anterior, escrevi sobre uma ação permanente na Central de Abastecimento. Você pode ler aqui

No próximo, vou escrever sobre a importância de manter o máximo possível de servidores municipais em regime de home office, sem que percam verbas indenizatórias.

Nadia Freire
Editora do jornal e site
Sua Cidade em Revista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here