Ações prioritárias de promoção da igualdade racial são debatidas na Seplan

0
114

Criação de um programa estadual de combate ao racismo institucional e a promoção do desenvolvimento socioeconômico sustentável de povos e comunidades tradicionais. Essas são algumas das ações prioritárias da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) discutidas nesta segunda-feira (22), durante reunião na Secretaria do Planejamento (Seplan), entre os titulares das duas pastas.

“Estes encontros que vamos promovendo com todas as secretarias ocorrem para que possamos buscar o alinhamento daquilo que efetivamente está no programa que o governador Rui Costa anunciou para a Bahia, no Plano de Governo Participativo, com os instrumentos de planejamento e gestão do Estado. Então, portanto, estamos buscando atuar dentro do espírito que o governador tem conclamado, no sentido de ocorrer integração entre as secretarias, para que haja maior concretude das políticas públicas”, destacou o secretário do Planejamento, Walter Pinheiro.

Ele também destacou que a Seplan vem apoiando e dando suporte para a execução dos programas que envolvem a Promoção da Igualdade Racial, a exemplo do Novembro Negro e o Ouro Negro. “São programas que possuem desdobramentos importantes, gerando atividade econômica e alcançando o público de maneira mais efetiva. Então, portanto, este é um trabalho conjunto entre as secretarias, com a utilização dos dados que nós temos disponíveis, com um acompanhamento e a preparação disso também para o próximo Plano Plurianiual, para que a gente vá cada vez mais aprimorando a nossa forma de projetar o que fazer dentro, principalmente, das nossas necessidades e olhando as prioridades”, completou.

Na avaliação da titular da pasta de Promoção da Igualdade Racial, Fabya Reis, a reunião foi produtiva, principalmente por promover o alinhamento entre o Plano Plurianual e o Orçamento. “Felizmente, nós estamos com os instrumentos de gestão adequados e vamos seguir na previsão do orçamento de 2019. A Sepromi está viabilizando, no momento, o Edital da Década Afrodescendente, o que reforça a nossa execução orçamentária. Ao mesmo tempo, já sinalizamos a efetivação de novos compromissos assumidos pelo governador Rui Costa durante a elaboração do Plano de Governo Participativo, a exemplo da criação do Programa de Combate ao Racismo Institucional. Isso é extremamente importante”, ressaltou a secretária.

 

Fonte: Seplan – Secretaria do Planejamento do Governo do Estado – Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here