Adquirentes dos imóveis MCMV Linha Verde, na Calu, fazem protesto na agência da Caixa

Na manhã de hoje (15), um número significativo de pessoas que fazem parte da lista de sorteados do Conjunto Linha Verde, na Calu, bloquearam o acesso à agência da Caixa em protesto pelo atraso absurdo na entrega dos imóveis.  Sem ter a quem recorrer, sem resposta da instituição, procuraram o ex-vereador e sindicalista Radiovaldo Costa para dar orientação sobre a condução do processo. Ao nosso jornal, Radiovaldo explicou que a Prefeitura, através da SEMAS, já cumpriu todas as etapas que lhe compete, a Construtora QG, responsável pela obra, garantiu que o conjunto está 100% pronto e que não há nenhuma pendência e que a demora é exclusivamente da CAIXA.

São 500 pessoas na lista, mais 150 suplentes, que aguardam há um ano a entrega do imóvel, morando de aluguel ou em casa de parentes. Conversamos com alguns participantes do movimento e percebemos que chegaram no limite do suportável e exigem uma solução imediata, ameaçando invadir o conjunto e ocupar os imóveis.

Após algum tempo da manifestação, o gerente pediu que cinco pessoas indicadas pelo movimento entrassem na agência para conversar sobre o problema. Radiovaldo entrou acompanhado de mais 04 pessoas e da nossa equipe de reportagem. O gerente informou que, em contato com a Superintendência em Feira de Santana, agendou uma reunião na Câmara dos Vereadores, quarta-feira (17), às 9h , quando, espera-se, tudo fique esclarecido e os adquirentes tenham seus direitos respeitados.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here