Avisa aí que o sistema de capitanias hereditárias foi extinto em 1759

Em Fátima (TO), a Prefeitura foi entregue ao sucessor com tudo em ordem: salários em dia, frota nova de veículos, postos de saúde e escolas reformadas, além de dinheiro em caixa. Mesmo assim o ex-prefeito Raimundo Mascarenhas não tentou a reeleição: “Eu poderia ser candidato a reeleição, mas não fui porque eu acho que reeleição não tem que existir. Conclui meu sonho de ser gestor, fiz meu trabalho e tem outros cidadãos que têm a intenção de ser gestor, porque não dar a oportunidade?”, disse o ex-prefeito.

Em outras cidades a situação é bem diferente. Prefeituras endividadas, obras inacabadas, contratos irregulares, secretarias e autarquias sob suspeição de sérias irregularidades e os ex-prefeitos, não só pensam em seguir ocupando cargos públicos, como ainda divulgam suas pretensões de transformar a cidade em uma capitania hereditária, passada de pai para filho. Como enxergam longe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here