Bolsonaro rejeita a ideia de tabelamento de preços de alimentos

Jair Bolsonaro

A carestia de vida deve continuar aumentando, com a recusa do governo a tabelar os preços dos alimentos.

Jair Bolsonaro voltou a dizer que o governo não adotará o tabelamento para combater a alta de preços de produtos que tiveram aumento recente, como o arroz.

“Não vai haver tabelamento de nada, não vai haver canetaço, diminuição de tarifa na mão grande, como foi feito no passado”, respondeu a um apoiador que pediu a diminuição do preço da gasolina, informa O Estado de S.Paulo.

Bolsonaro culpa o povo pela alta no preço do arroz, por consumir mais: “Houve um excesso de recursos no mercado, quase R$ 50 bilhões por mês (pagamento do auxílio emergencial), muito papel na praça, vem inflação.

Aumentou um pouco o consumo. Agora não tem que ninguém se apavorar, querer fazer reserva de mantimento em casa daí piora a situação”, disse.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here