CAGED aponta Alagoinhas como vice-líder na geração de empregos formais na Bahia

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Bruno Fagundes, informou, nesta quarta-feira (08), que segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, em janeiro, primeiro mês da gestão do prefeito Joaquim Neto, foram gerados 781 empregos formais em Alagoinhas.

O gestor da SEDEA disse que em janeiro houve também 466 demissões, o que deixou o município com um saldo de 345 novas vagas criadas. A declaração foi dada em entrevista ao radialista Aílton Borges da radio Digital FM, que contou com a participação do ex-vereador Radiovaldo Costa.

“Enquanto a Bahia teve um saldo negativo em torno de mil vagas, Alagoinhas teve um saldo positivo de 345 vagas. Esse resultado colocou nosso município na vice-liderança na geração de empregos formais no Estado, atrás apenas do município de Mucuri, no Extremo Sul, que criou 416 vagas”, explicou o secretário.

Ele lembrou ainda que o Sistema de Intermediação de Mão de Obra Municipal (SIMM) foi criado logo nos primeiros dias de janeiro e, em menos de 60 dias de funcionamento, conseguiu empregar cerca de 80 pessoas.

O resultado do CAGED para janeiro foi comemorado pelo prefeito Joaquim Neto. “Alagoinhas é um município ideal para receber investimentos, não só pelo generosidade que a natureza lhe deu em água com o Aquífero São Sebastião, mas por ter uma localização estratégica como porta de entrada na região Nordeste, sendo cortada pelas BRs 101 e 110  e próxima de duas capitais, Salvador e Aracaju”, destacou o prefeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here