26 novembro 2020

Lei das Falências será a primeira proposta a ser discutida nesta quarta-feira, 25

O projeto recebeu o aval dos deputados em agosto. Agora, se passar também pelo crivo dos senadores, será enviado para sanção presidencial. Segundo Pacheco, há acordo para votação ainda nesta quarta. O relator afirmou que não fará nenhuma mudança de conteúdo, para que ele não precise voltar à Câmara, o que atrasaria a sanção. Eventuais alterações que não sejam apenas na redação podem ser discutidas por veto do presidente Jair Bolsonaro.

Na Bahia, PF apreende documentos que podem levar a prisão de políticos

Na semana passada, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na Secretaria de Saúde da Bahia. O alvo principal era o Hospital Regional de Juazeiro.

Erundina chama Marta Suplicy de traidora por apoiar Covas

A deputada também criticou Marta por ter estreado o Martamóvel em campanha para apoiar Bruno Covas, do PSDB. "Enquanto estou aqui no calor do Cata Voto, ela imitou a gente. Imitou não, pois está num caminhão, com ar-condicionado, com sofá de couro", afirmou.

Presidente do Psol diz que “toda a esquerda foi vitimada pelo antipetismo”

O presidente do Psol, Juliano Medeiros, concedeu uma entrevista ao jornalista Ricardo Galhardo, publicada no jornal Estado de S. Paulo, em que apontou Jair Bolsonaro como o maior derrotado nas eleições municipais e também indicou avanços para a esquerda.

Ciro volta a atacar Lula e o PT – e mente sobre Dilma

Ciro, que foi ministro de Lula e apoiou a reeleição de Dilma, em 2014, também usou dados econômicos falsos para atacar a ex-presidente. "A Dilma não é uma pessoa desonrada, é uma pessoa séria. Nós aqui no Ceará demos dois terços do votos contra o impeachment, portanto não me meto nessa história de que a Dilma é uma corrupta, mas a Dilma desastrou o Brasil. Quando ela assumiu o desemprego era 4% quando saiu estava em 14%", afirmou.

Marília Arraes consolida liderança e está a um passo de vencer no Recife

A pesquisa Folha/Ipespe também avaliou o índice de rejeição dos candidatos. João Campos soma 42% das citações e Marília Arraes aparece com 38%. As informações são do Blog do Ricardo Antunes.

Boulos avança e reduz a diferença para Covas

Faltando cinco dias para o segundo turno das eleições municipais, o candidato do PSOL e de toda a esquerda, Guilherme Boulos, reduz a vantagem do candidato do PSDB.

Cacique se torna prefeito em Pernambuco após fazer “transição” do cocar para a camisa...

Para o assessor jurídico do Conselho Indigenista Missionário (GIMI) Regional Nordeste, Daniel Ribeiro, “é um exemplo de luta e resistência a candidatura do Cacique. O povo Xukuru tem passado muitas violações dos direitos humanos cometidas pelo estado brasileiro e oligarquias locais”, disse Daniel Ribeiro.

Marília e João na semana do tudo ou nada

A intervenção não teve sucesso. Com o aval de Lula, Marília tornou-se o nome dos petistas para enfrentar o primo, João Campos, representante de uma hegemonia de oito anos do PSB na prefeitura. Sacramentada a decisão, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ainda tentou minimizar o estrago: foi ao encontro de Carlos Siqueira, dirigente do PSB, para prometer que a campanha seria limpa, sem ataques, com o foco na “oposição a Jair Bolsonaro”.

MPCE e TCE miram transição em prefeituras para evitar desmontes

Para coibir tais práticas, o Ministério Público do Ceará (MPCE) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) já têm na mira da fiscalização pelo menos 18 gestões municipais. Os locais foram escolhidos com base em uma "matriz de risco" criada pelas duas instituições. A expectativa é que, na próxima semana, as prefeituras comecem a ser procuradas por membros do TCE para apresentar documentos sobre contratos de obras, serviços e fornecedores, além do levantamento das ações judiciais que envolvem o município.