bolsonaro e guedes

Governo anunciará quatro grandes privatizações, diz Guedes

O governo de Jair Bolsonaro deverá anunciar planos para quatro grandes privatizações em período de “30, 60 a 90 dias”. A afirmação é do...

Em entrevista, Sergio Moro admite ter tratado Lula como adversário em depoimento

Em entrevista à Globonews, o ex-juiz afirmou que depoimento do ex-presidente Lula foi tomado num "ringue", como se ambos fossem adversários políticos. O ex-juiz Sérgio...

CNN Brasil faz reportagem devastadora contra Renato Feder e frustra sua nomeação para a...

A CNN Brasil apresentou uma reportagem repleta de documentos que comprovam a atuação de Feder nas suas empresas enquanto era secretário de Educação do...

Jornalista norte-americano se emociona ao falar da parceria do PSDB com Departamento de Justiça...

Brian Mier se emociona e diz que não pode mais falar com orgulho que mora no Brasil Jornalista estadunidense afirma que a parceria do PSDB...

Investigações por fraudes em fundos de pensão avançam contra Guedes

Ministro da Fazenda será surpreendido por trabalho do Ministério Público, diz Lauro Jardim; fundo da Caixa teve prejuízo de R$ 22 milhões em negócios...

Denúncia contra José Serra desaparece da imprensa brasileira

Menos de 48 horas da denúncia por lavagem transnacional de dinheiro, o tema deixa de ser assunto na imprensa A imprensa brasileira demonstrou mais...

Segundo Dino, submeter o Brasil aos Estados Unidos é mais um crime de Bolsonaro

Jair Bolsonaro comete mais um crime de responsabilidade ao transformar o Brasil em colônia ou protetorado dos Estados Unidos, avalia o governador do Maranhão,...

Wassef, uma bomba-relógio prestes a explodir ou um blefe?

Ex-advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Wassef é dono do imóvel em Atibaia (SP) onde Fabrício Queiroz foi preso no dia 18 de junho. “Vou explodir todo mundo em rede nacional ao vivo. Poderosos políticos do Rio mandaram assassinar o Adriano. Tenho provas”, disse.

Descaso, desserviço, lamentável: a reação ao veto de Bolsonaro às máscaras

Bolsonaro, no entanto, decidiu vetar vários pontos da lei, como a obrigatoriedade do uso da máscara de proteção individual em órgãos e entidades públicas e em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos, instituições de ensino e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas.

Flavio Bolsonaro vai depor em caso da rachadinha e negocia videoconferência

Segundo a advogada, o parlamentar pode negociar uma data e local mais adequados para ser ouvido. Outro advogado do senador já tinha revelado a preferência por uma oitiva presencial.