Chanceler chinês rejeita declaração do G7 sobre questão de Taiwan

Wang Yi afirmou que o comportamento equivocado do G7 causou enorme indignação no povo chinês

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, exigiu nesta quinta-feira (4) à comunidade internacional que se oponha a quaisquer ações que desafiem o princípio de “uma só China” e trabalhem em conjunto para proteger a paz e a estabilidade na região.

À margem de uma série de reuniões de chanceleres sobre a cooperação no Leste Asiático realizada em Phnom Penh, Wang Yi rejeitou as acusações infundadas dos países do G7 contra as medidas razoáveis e legítimas da China para defender sua soberania e integridade territorial. O diplomata chinês afirmou que são os EUA que vêm provocando conflitos, criando crises e alimentando tensões. “Se esses maus precedentes não forem corrigidos e combatidos, ainda vamos seguir o princípio de não interferência nos assuntos internos? E como as leis internacionais podem ser mantidas?”, perguntou o ministro.

Wang Yi afirmou que o comportamento equivocado do G7 causou enorme indignação no povo chinês. Segundo o diplomata, foi através de batalhas sangrentas que os chineses ganharam sua soberania e independência, e que por isso, não toleram mais violações.

Fonte: Brasil247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here