Consultora ajuda mulheres a serem donas do seu dinheiro

Engajamento, disciplina e constância são essenciais às mulheres que querem ser donas do seu dinheiro

Especialista em finanças dá dicas para quem quer atingir independência financeira.

Independência financeira, para a mulher, vai além de uma vida confortável ou uma aposentadoria tranquila, representa liberdade de escolha. “Lidar com o dinheiro, fazer escolhas e ter autonomia sobre o que produz tem sido o desafio de milhares de mulheres, independentemente da profissão ou estado civil”, conta a consultora financeira e administradora com MBA em Gestão Estratégica de Negócios, Patrícia Donato.

Especializada em ajudar mulheres a serem donas do próprio dinheiro, Patrícia ressalta que é preciso engajamento, disciplina e constância. “O mais difícil é mudar hábitos e rever nossa relação com o dinheiro. No caso das mulheres, enfrentamos ainda toda a carga que a sociedade traz, como os preconceitos de que elas ‘não nasceram para o mercado financeiro’ ou ‘não são boas com números’. Um dos bloqueios para elas serem as donas do próprio dinheiro é justamente não acreditarem em si mesmas”, comenta.

Estudiosa da economia comportamental, Patrícia mantém canais na internet com dicas e assessora mulheres para que consigam negociar dívidas, planejar o orçamento e conquistar as metas estabelecidas. “O objetivo é atingir o equilíbrio. É preciso saber ganhar dinheiro, preservar e montar um patrimônio para o futuro sem esquecer de usufruir do dinheiro enquanto temos saúde e sonhos”, resume.

Dicas – O primeiro passo é identificar as receitas, com os impostos já descontados, e os gastos fixos e variáveis. “Seja em aplicativo, caderno ou planilha, é preciso registrar todos os gastos para termos ideia exata para onde nosso dinheiro vai parar”, ensina.

O próximo passo é identificar o que pode ser cortado do orçamento para reduzir despesas. “É preciso cuidado para não cortar algo que seja fundamental para o seu bem-estar. A ideia do planejamento é que ele se sustente pelo período necessário para você atingir suas metas e isso pode demorar anos. Se isso trouxer sofrimento, há chance de não ser levado adiante”, explica a especialista.

Metas – Outro fator importante é definir seus objetivos. “Comprar uma casa, carro, uma viagem ou apenas economizar para a aposentadoria. Seja qual for o objetivo, é preciso traçar metas e um plano para atingi-las”.

Tudo isso, no entanto, só é possível por meio de um processo de reeducação financeira. “Dinheiro não precisa ser um tabu, falar sobre finanças é o caminho para a educação financeira e para o planejamento adequado aos seus objetivos. Mas a chave para atingir suas metas é o comprometimento”, finaliza.

Patrícia Donato é consultora financeira
e administradora.

 

Por – Adriano Kirche Moneta | adriano@akmcomunicacao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here