Corpo de Tunai é cremado no Rio; familiares e amigos se despediram do cantor e compositor

0
82

Tunai morreu em casa neste domingo (26). No velório, produtor fala sobre relação profissional e de amizade com músico.

Familiares, amigos e colegas músicos e compositores se despediram nesta segunda-feira (27) do músico Tunai. O corpo de José Antônio de Freitas Mucci foi encaminhado para o processo de cremação por volta das 15:30 no Memorial do Carmo, no Cemitério do Caju, na Zona Norte do Rio. O velório começou às 12:00.

Tunai morreu em casa na madrugada deste domingo (26), aos 69 anos, no Rio de Janeiro, vítima de parada cardíaca.

Nomes como Wagner Tiso e Victor Biglione, compositor e arranjador que já trabalharam com ele, estiveram no velório, assim como o ex-deputado Chico Alencar e a deputada federal Jandira Feghali. Eles não quiseram, no entanto, falar com a imprensa. A família também não quis se pronunciar.

O produtor da banda de Tunai, Bruno Felga de Castro, lamentou a morte do músico e compositor.

“O Tunai era uma pessoa muito extrovertida, muito alegre, cheio de projetos, confiante de que as coisas iam dar certo, e sobretudo era muito generoso”, afirmou Bruno, que contou que foi convidado para ser produtor por Tunai, sem que ele conhecesse seu trabalho.

“Ele me convidou para sair em turnê com ele e a partir daí nós tornamos grandes amigos”, relatou ele, que também foi baterista e percussionista da banda de Tunai. Bruno afirma que, pelo tamanho da sua obra, o artista ainda teve pouco reconhecimento.

Tunai gravou 200 músicas que foram regravadas por nomes como Elis Regina, Milton Nascimento, Simone, Fafá de Belém, entre outros. “Ele costumava dizer que nove entre dez estrelas da MPB gravaram as músicas. A gente só lamenta que as pessoas tenham acesso a uma pequena parcela do que ele produziu”, finalizou ele.

DVD em fase de edição – Pensando em preservar a memória de Tunai, Felga afirma que pode lançar um DVD em comemoração aos 40 anos de carreira do artista. O trabalho, gravado em novembro do ano passado no Vivo Rio, está em fase de edição.

“Inicialmente o nome seria ‘Tunai 40 anos agora’. Foram gravados 30 dos maiores sucessos dele, além de algumas inéditas. Certamente a gente vai lançar esse DVD”, disse o produtor, que cita também outras 80 gravações, sendo 40 inéditas, em voz e violão, e outras que ficaram famosas na voz do Clube da Esquina e de Elis Regina.

“Agora é um momento de dor e tristeza, que a gente está despedindo dele. E depois que a gente sentar com a família a gente vai ver se eles tem interesse lançar isso. Mas profissionalmente, sabendo da garra dele, certamente a gente deve lançar esses projetos”, disse o produtor.

Fonte: G1 – Rio de Janeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here