Covid 19 – Cenário mais grave do que o inicial, adverte titular da SESAB.

Secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boa. Foto: Reprodução

Fábio Vilas-Boas revelou preocupação com o aumento de casos durante entrevista à TV Bahia nesta segunda (30). Ele também falou sobre ações para atendimento dos pacientes.

O secretário estadual da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, disse em entrevista nesta segunda-feira (30) que o estado possui número de casos da Covid-19 que “remontam ao início da pandemia”. O secretário revelou preocupação, falou do possível aumento na taxa de letalidade e das ações pensadas pelo governo para atender aos pacientes com a doença que estiverem nos hospitais.

Para ele, a elevação de dados era previsível, pois estava sendo possível enxergar uma flexibilização fora de controle em todo o estado, com a a realização de carreatas em eleições, além de festas. No sábado (28). A Bahia dobrou o número de contaminados pela Covid-19 em 24h e registrou 4.204 casos.

“A população não conseguiu se desmobilizar da forma como se mobilizou, e esses fenômenos pré-eleitorais foram responsáveis por alavancar isso em todo o país. Aconteceu em São Paulo, Paraná, Espírito Santo, Rio de Janeiro e aqui na Bahia já temos uma semana, indo para duas, de aumento sucessivos do número de casos ativos, casos notificados e número de testagens no Laboratório Central, e de notificações por parte dos municípios”, disse.

O secretário informou que embora não haja, nesse momento, uma elevação da taxa de mortalidade, é possível que isso venha a acontecer ao longo das próximas semanas.

“Não é uma doença que mata nos primeiros dias, é uma doença que, quando mata, demora na maioria das vezes um mês, a pessoa fica internada em UTI. Então, é possível que, ao longo das próximas semanas, vamos começar a ver um aumento da taxa de letalidade”, revelou.

Fonte: G1 Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here