CPI da COVID – A ideia é desvendar interesses econômicos por trás da cloroquina”, diz Renan Calheiros

Bolsonaro defendeu o uso de cloroquina em lives. Foto: Reprodução

O relator da CPI da Covid no Senado informou no Bom Dia 247 que o atual foco da comissão é investigar os “eventuais desvios de dinheiro público” e também “desvendar interesses econômicos na defesa cínica da cloroquina”, medicamento que não possui eficácia alguma contra o novo coronavírus.

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), participou do programa Bom Dia 247 nesta segunda-feira (31) e explicou que o atual foco da comissão é investigar os “eventuais desvios de dinheiro público”  e também “desvendar interesses econômicos na defesa cínica da cloroquina”. 

Ele também disse que será peça de investigação na comissão “o interesse dos laboratórios na fabricação da cloroquina e papel de Carlos Wizard nisso tudo”. 

Um dos homens mais ricos do Brasil, o bilionário Carlos Wizard, convocado para depor à CPI, esteve por trás do lobby para mudar a bula da cloroquina e é apontado como membro de um gabinete paralelo ao Ministério da Saúde de aconselhamento a Jair Bolsonaro sobre a pandemia. Além disso, o empresário bolsonarista criou um site indicando o medicamento precoce como tratamento para a Covid-19, que depois foi tirado do ar.

Calheiros afirmou que também serão convocados à CPI para prestar suporte técnico investigadores, policiais, especialistas, auditores da Receita Federal e do Ministério Público.

Queiroga – Questionado sobre a nova convocação de Marcelo Queiroga, o relator também elucidou que, em seu primeiro depoimento, o atual ministro da Saúde tentou passar uma ideia “de que não sabia de nada” sobre dados e políticas do governo. 

“Bolsonaro continua a ser o mesmo, mas Queiroga se silencia. A partir do momento que ele se silencia, torna-se um cúmplice direto pelo o que está acontecendo no Brasil”, ressaltou. 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here