CPI DA COVID – Pazuello é desmentido pelo TCU: nunca demos parecer contrário à compra de vacinas

O ex-ministro reconheceu o erro, pediu desculpas e disse que confundiu TCU com AGU e CGU, após Renan Calheiros comunicar informações da Corte desmentindo sua versão

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi desmentido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) após ter dito em depoimento na CPI da Covid no Senado nesta quarta-feira (19) que o órgão emitiu parecer com restrições à compra de vacinas, o que incluiria as tratativas com a Pfizer no final do ano passado.

Questionado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) sobre a demora nas negociações com a Pfizer, Pazuello respondeu:

“Essa proposta, apesar de eu achar pouquíssima a quantidade de 8.5 milhões de doses no primeiro semestre, nós seguimos em frente: ‘Vamos assinar o memorando de entendimento’. Mandamos para os órgãos de controle, a resposta foi: ‘Não assessoramos positivamente. Não deve ser assinado’. A CGU, a AGU, todos os órgãos de controle, TCU. ‘Não deve ser assinado’. E nós assinamos, mesmo com as orientações contrárias. Determinei que fosse assinado, porque, se nós não assinássemos, a Pfizer não entraria com o registro na Anvisa”.

Algumas horas depois, Calheiros comunicou que recebeu informações do TCU desmentindo o general. Segundo o senador, a Corte “nunca deu parecer contrário à compra de vacinas”. Ele reconheceu o erro, pediu desculpas e disse que confundiu TCU com AGU e CGU.

Assista:

Fonte: Brasil247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here