Desembargadora orienta funcionária a ocultar provas

A desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, presa ontem na Operação Faroeste, foi pega no grampo da PF supostamente orientando assessora a destruir provas.

Segundo o Estadão, mesmo proibida de se comunicar com funcionários do TJ da Bahia, ela falou com uma secretária de seu gabinete.

Joenne: ‘O aparelho anterior?’

Socorro: ‘Sim, o anterior.’

Joenne: ‘Que tem a foto de Lucas? Levou, viu?’

Socorro: ‘Levou esse? Era pra pegar esse.’

Joenne: ‘Foi. Levou, viu?’

“Esse”, segundo os investigadores, seria o celular que Socorro tentou evitar a apreensão.

 

Fonte: O Antagonista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here