Diante de aumento de casos entre os não vacinados, Biden faz apelo para os americanos se vacinarem

"Por favor, por favor, vacinem-se. Seja vacinado agora", disse Biden

Presidente apontou que quase todas as novas internações por covid-19 estão ocorrendo com pessoas não imunizadas. Democrata também voltou a reclamar da disseminação de notícias falsas sobre vacinas no Facebook.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu nesta segunda-feira (19/07) aos americanos para que eles se vacinem contra o coronavírus, apontando que os não vacinados são responsáveis pelos últimos aumentos de casos da doença.

Em um discurso sobre a economia norte-americana, Biden disse que a recuperação depende de manter a pandemia sob controle. Ele disse que quatro estados com baixos níveis de vacinação foram responsáveis por 40% de todos os novos casos da doença na semana passada.

“Então por favor, por favor, vacinem-se”, disse Biden. “Seja vacinado agora.”

Na semana passada, o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) apontou que 97% das novas internações no país são de pessoas ainda não completamente imunizadas.

No momento, a média móvel de sete dias de infecções nos EUA está em 31.281 casos ao dia, a mais alta desde meados de maio.

No momento, 56,1% dos americanos de todas as idades dos EUA já tomaram uma dose de vacina – e 48,6% estão totalmente imunizados.

Após um sucesso inicial, o ritmo de vacinação no país tem se estagnado, e não pela falta de vacinas, como ocorre no Brasil. Diversas autoridades locais têm até lançado premiações e oferta de brindes para atrair a população a se imunizar.

O presidente Biden esperava imunizar pelo menos 70% da população adulta com pelo menos uma dose até 4 de julho, o principal feriado nacional do país. Duas semanas depois de prazo, o país conta com 68,3% de imunização entre os maiores de 18 anos.

A pandemia já provocou a morte de mais de 600 mil pessoas nos EUA. Mais de 34 milhões de americanos receberam diagnóstico positivo para a doença desde o início da crise.

Acusações contra o Facebook

Também nesta segunda-feira, o presidente Biden adotou um tom mais moderado ao falar sobre a rede social Facebook. Na semana passada, Biden disse que a empresa estava “matando pessoas” ao permitir a disseminação de informações falsas sobre vacinas contra o coronavírus. Hoje, Biden afirmou a repórteres que “não é o Facebook” que está matando pessoas, mas uma “meia dúzia de pessoas por aí dando informações erradas” pela plataforma”.

“Minha esperança é que o Facebook, em vez de levar para o lado pessoal, faça algo sobre a desinformação”, completou o presidente.

Ao ser questionado na última sexta-feira sobre qual mensagem enviaria às empresas de redes sociais, Biden respondeu: “Elas estão matando as pessoas… Veja, a única pandemia que temos é entre os não vacinados. Estão matando pessoas”.

Fonte: DW

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here