Doria volta a multar Bolsonaro por não usar máscara em São Paulo

Jair Bolsonaro e João Doria (Foto: REUTERS/Adriano Machado | GOVSP)

É a segunda vez que Bolsonaro é multado pelo governo paulista. A outra vez foi em decorrência de uma motociata que organizou em São Paulo no dia 12 de junho.

O governo de São Paulo, João Doria (PSDB), multou Jair Bolsonaro novamente pela segunda vez por não usar máscara em evento em Sorocaba (SP), nesta sexta-feira, 25. O chefe do Planalto desrespeitou regra estadual que obriga o uso da proteção contra a transmissão do coronavírus.

Também foram multados três ministros e outras 12 autoridades, segundo o governo. Cada um recebeu autuação de R$ 552,71 pela infração de não utilizar máscara em espaço público, segundo a Folha de S. Paulo.

É a segunda vez que Bolsonaro é multado pelo governo paulista. A outra vez foi em decorrência de uma motociata que organizou em São Paulo no dia 12 de junho.

Nesta sexta, 25, foram multados os ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Fábio Faria (Comunicações) e Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), além do senador Luís Carlos Heinze (PP-RS) e dos deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Carla Zambelli (PSL-SP), Caroline De Toni (PSL-SC) e Capitão Derrite (PP-SP).

Além destes, foram multados também os deputados estaduais de São Paulo Gil Diniz (sem partido), Frederico D’Ávila (PSL) e Danilo Balas (PSL); o Secretário Municipal de Saúde de Sorocaba, Vinicius Rodrigues; o vereador de Sorocaba Vinicius Aith (PRTB); o vereador de São Bernardo do Campo Paulo Chuchu (PRTB) e o diretor-presidente do CEAGESP, Ricardo Mello Araújo.

Em Sorocaba – Bolsonaro voltou a insultar a imprensa nesta sexta em viagem a Sorocaba (SP), no interior de São Paulo. Descontrolado, ele disse para a jornalista Victória Abel, da Rádio CBN, voltar para a faculdade, depois para o ensino médio, em seguida, para o jardim de infância e aí “nascer de novo”.

Questionado sobre o superfaturamento nos contratos de compra da vacina Covaxin, o presidente insultou a repórter Adriana de Luca, da CNN Brasil.

“Responda! Comprada quando? Responda! Comprada quando?”, disse Bolsonaro, visivelmente irritado. Interrompendo a repórter, ele surtou: “Pare de fazer perguntas idiotas, pelo amor de Deus!”.

Nesta segunda-feira, 21, Bolsonaro se irritou com outra jornalista. Ele atacou uma repórter de uma afiliada da TV Globo e mandou seu próprio staff “calar a boca”.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here