Em nova ameaça, homem diz que empresário “paga pela cabeça” de Moraes e ex-PM intimida familiares do ministro

Foto reprodução

Um dia depois de Jair Bolsonaro ter insuflado sua base contra o ministro do STF, bolsonaristas postam ameaças de morte nas redes sociais, às vésperas do 7 de setembro.

Às vésperas do 7 de setembro, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, que tem fechado o cerco contra defensores do golpe na internet, tem sido vítima, assim como sua família, de ameaças da base bolsonarista.

Desta vez, um homem em uma live no TikToker diz que um empresário paga “pela cabeça de Moraes”. “A partir de hoje, nós temos um grupamento no Brasil que vai caçar ministro [do STF] aonde quer que eles estejam”, diz um homem identificado como Márcio Giovani Nique ou “professor Marcinho” na rede social, segundo reportagem do Poder360.

Ele afirma que “tem um empresário grande (…) oferecendo grana pela cabeça de Moraes” e que não revelaria naquele momento seu nome, nem sob tortura. “Vivo ou morto querem trazer ele”, disse. “Agora no Brasil, com os ministros do Supremo, vai ser assim, vai ter prêmio pela cabeça deles”, completou.

No Twitter, em resposta a uma publicação do perfil do STF, o ex-PM Cássio Rodrigues Costa Souza chama Moraes de “careca filho da puta” e “advogado do PCC”, afirmando que vai matar o ministro e sua família.

Ministro prestou queixa contra ofensa – Na sexta-feira (3), outra ocorrência. Um segurança do ministro prestou queixa em nome do magistrado contra pessoas que o xingaram dentro do Clube Pinheiros, em São Paulo, na madrugada de quinta para sexta.

Apesar de não estar no local no momento, seus seguranças ouviram as ofensas e fizeram o registro em seu nome, informou também o Poder 360.

Segundo o boletim de ocorrência registrado no 14º Distrito Policial da capital paulista, “vigilantes particulares” avisaram a um integrante da escolta pessoal de Alexandre de Moraes que “indivíduos embriagados no interior do clube Pinheiros” estariam “proferindo ameaças e injúrias à pessoa da vítima”.

Bolsonaro insuflou base contra o ministro neste sábado – Ao discursar na CPAC, evento da extrema direita realizado em Brasília, Jair Bolsonaro confrontou o STF – “estão achando que eu vou recuar” – e insuflou sua base especificamente contra Alexandre de Moraes.

“Infelizmente tem um ministro do Supremo que está dando um tom completamente errado. Lá todos devem zelar pela Constituição”, disse. “Não vou dar conselho para ninguém do Supremo, todos são maiores de 35 anos de idade, pessoas responsáveis. Com certeza temos bons ministros lá. Agora esse um está contaminando a democracia. Esse um está simplesmente ignorando vários incisos do artigo V da Constituição e outro dispositivo que fala da liberdade de expressão”, continuou.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here