Entre looks casuais e a vontade por se exercitar, como se sairá a Nike

O balanço do terceiro trimestre da grife, apresentado nesta quinta-feira, deve mostrar se a marca esta se recuperando da pandemia.

Nike divulga os resultados do terceiro trimestre nesta quinta-feira, 23, e tem algumas perguntas a responder a investidores.

A gigante se recupera do período de pandemia com mais pessoas voltando às ruas e adquirindo equipamento esportivo, com a volta das atividades em alguns países e mais pessoas se sentindo confortáveis para treinar.

A perspectiva animou a gerência da empresa, que divulgou, no último trimestre que a companhia pode crescer até dois dígitos até 2025, um tom que a empresa já vinha anunciando.

Mas a realidade ainda bate à porta. Analistas de mercado recentemente reduziram suas expectativas sobre a Nike, receosos de que a empresa consiga lidar com problemas em sua cadeia de suprimentos.

Devido à covid-19 e à chegada da variante delta, houve lockdown e fechamentos de fábricas no Vietnã, onde estão metade da produção de calçados da Nike. Esses fatores preocupam e podem causar baixa de produtos na temporada de vendas de final de ano, uma das mais lucrativas.

É esperado que a empresa apresente um faturamento de 12,4 bilhões de dólares no período entre junho e setembro, uma alta de 17%. O lucro por ação deve subir 18%, a 1,12 dólar por papel. Ainda assim, as dúvidas continuarão no ar.

 

Fonte: Revista Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here