Entre Rios – Candidatura de Manoelito Argolo Jr foi impugnada.

Manoelito Argolo Junior

O juiz eleitoral de Entre Rios, no nordeste baiano, aceitou o pedido de impugnação do candidato a prefeito do município, Manoelito Argolo Júnior, por improbidade administrativa no tempo em que foi prefeito da cidade vizinha, Cardeal da Silva. O candidato, que também é irmão do ex-deputado Luiz Argolo, preso pela Lava Jato, havia conseguido deferir seu pedido de candidatura, por meio de liminar, mas o Ministério Público cassou o deferimento, acatado pelo juiz eleitoral. Caso já está em trânsito e julgado e não cabe mais recurso.

Segundo o juiz, “fica indeferido registro da candidatura de MANOELITO ARGOLO DOS SANTOS JÚNIOR, nas eleições de 2020, para concorrer ao cargo de Prefeito, no Município de Entre Rios-BA, ante a incidência deste na causa de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, “g”, da Lei Complementar nº 64/90″, diz.

“Em decorrência da rejeição de suas contas relativas ao exercício do cargo eletivo de Prefeito, por irregularidade insanável, configuradora de ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do Tribunal de Contas da União, sem que a mesma tenha sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário”, completa o juiz.

Manoelito Argolo é o segundo candidato de Entre Rios que teve sua candidatura impugnada. Antes dele, Madeirol Almeida também não conseguiu regularizar sua situação frente a justiça eleitoral. Entre os principais candidatos da cidade, apenas o atual prefeito, Elizio Simões, tem ficha limpa es está apto a concorrer à reeleição.

 

Fonte: Jornal A Tarde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here