Esgotamento sanitário: Nova etapa do Avançar Cidades altera funcionamento do tráfego no Centro

Foto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de Alagoinhas informa que o Avançar Cidades, programa de esgotamento sanitário executado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), iniciou, nesta terça-feira (5), uma nova etapa. Com a instalação do interceptor de esgoto chegando ao Centro haverá interferência no tráfego da região durante um período estimado em 90 dias, começando pelas ruas Alex Alencar e Manoel Vitorino (próximo ao Colégio Brasilino Viegas).

O interceptor, que geralmente possui diâmetro maior que as demais redes, é responsável por receber e encaminhar os esgotos até as estações elevatórias. O interceptor, vale ressaltar, não recebe ligações prediais diretas, mas sim coletores-troncos, que funcionam como a espinha dorsal de todo o sistema, sem o qual nenhuma ligação de rede de esgoto pode ser feita. Com o interceptor pronto, é possível dar início a outros trechos, que, uma vez interligados a ele, poderão ser encaminhados ao seu destino final. Essas estações elevatórias, por sua vez, servem como intermediadoras do processo, direcionando os efluentes até a estação de tratamento.

PERCURSO – Nessa etapa da obra, depois da rua Alex de Alencar e Manoel Vitorino, o itinerário avançará pela Alcindo de Camargo, pela Rodrigues Lima e pela Soror Joana Angélica. Em seguida, as equipes atuarão na Dr. Milton José Ornelas.

Ao chegar no terminal rodoviário, o interceptor seguirá para a av. Lourival Batista e Central de Abastecimento, onde será construída uma das quatro estações elevatórias de esgoto (EEE).

Da EEE sairá uma rede pela av. Severino Vieira, entrando na I travessa Severino Vieira; por fim, afastando-se do Centro da cidade.

Foto: Divulgação

INVESTIMENTO – O Avançar Cidades, cujo investimento aproxima-se dos R$ 13 milhões, contempla a ampliação do sistema de esgotamento sanitário que atenderá Nova República e parte de Santa Terezinha, com a execução de quatro estações elevatórias, quase 30 km de rede coletora, cerca de 2 mil ligações intradomiciliares e mais de 10 km de interceptor para Estação de Tratamento de Esgoto da Bacia da Fonte dos Padres, que está sendo construída em Narandiba. Com uma dimensão de 39,1 hectares, localizada em Narandiba, a ETE beneficiará diretamente cerca de 24 mil pessoas. A obra integra o programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1), que, com um investimento superior a de R$ 13 milhões, abarca ainda a criação ou ampliação de redes coletoras, redes condominiais, ligação intradomiciliar, rede interceptora, estação elevatória de esgoto, rede de recalque e emissário.

 

Fonte: Secom/Alagoinhas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here