“Estamos conseguindo esvaziar esse movimento”, diz coronel da PM sobre o 7 de setembro

Tenente Coronel da Polícia Militar Paulo Ribeiro (Foto: Reprodução)

Tenente coronel da Polícia Militar Paulo Ribeiro diz que agentes bolsonaristas “são poucos, mas são barulhentos”. E avalia que, conforme a data da manifestação se aproxima, sente que “será um movimento que tende a esvaziar”.

O Tenente Coronel da Polícia Militar Paulo Ribeiro, há sete anos na reserva, afirmou à TV 247 que a participação de policiais nos atos golpistas de 7 de setembro, apoiados por Jair Bolsonaro, tende a se esvaziar. “Estamos conseguindo esvaziar esse movimento”, falou. Nesta semana, Ribeiro gravou um vídeo criticando colegas que defendem a ruptura institucional, como é o caso do coronel Alexander Lacerda.

“Vamos conseguir convencer os policiais que nós não podemos embarcar nessa canoa furada. Temos que passar para a história como pessoas responsáveis, disse ele.

Ribeiro explicou ser proibida a manifestação política de agentes de segurança pública e disse que a PM tem um sistema efetivo de punição para estes casos. “Um cidadão, pleno de direitos, quando entra na Polícia Militar faz uma escolha, e cada escolha implica em uma renúncia. Uma das renúncias que ele vai ter que aceitar é que seu direito de expressar seu pensamento, sua opinião, vai ser condicionado a algumas coisas. Tanto o Regulamento Disciplinar da Polícia Militar quanto o Estatuto dos Militares proíbem manifestação coletiva de caráter político-partidário”.

O tenente coronel afirmou que agentes bolsonaristas da PM “são poucos, mas são barulhentos”, e contou ser “muito mais significativo o número de simpatizantes com a causa legalista do que nós podemos imaginar. Só que essa minoria, praticamente gralhas, são muito barulhentas. E aí vem o grito e dá a impressão que eles são muitos, que conseguem o milagre da multiplicação das motos. Chegam a dizer que essas vozes representam 80% da Polícia Militar. Esses números não são verdadeiros”.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here