Fed: juro pode subir já em 2022. E retirada de estímulos, ‘em breve’

Foto: Kevin Lamarque/Reuters (REUTERS)

Economistas esperavam elevação nos juros apenas em 2023; Powell sinaliza que tapering pode terminar já no próximo ano.

Fomc, comitê do Federal Reserve (Fed) responsável por decidir a taxa de juros nos Estados Unidos, decidiu manter os juros próximos de zero, no intervalo entre 0% e 0,25%. O movimento era amplamente esperado por analistas e não causou surpresas.

A grande novidade do comunicado foi a sinalização de que o aumento de juros pode ser implementado mais rapidamente que o esperado, com nove das 18 autoridades do banco central norte-americano projetando que os juros vão subir já em 2022.

A maioria dos 51 economistas consultados pela Bloomberg previa que as taxas seriam mantidas próximas de zero durante o próximo ano, com dois aumentos de 0,25 ponto percentual até o fim de 2023, totalizando alta de 0,5%. Já a previsão de metade das autoridades do Fed é de que os juros devem subir para pelo menos 1% nesse mesmo período.

Até 2024, a previsão mediana de juros é de 1,8% – ainda abaixo do nível neutro de 2,5% que, segundo estimativas do Fed, nem estimula nem restringe o crescimento econômico no longo prazo.

A autoridade monetária também indicou que deve começar “em breve” o processo conhecido como tapering, que consiste na redução gradual do volume de compra de ativos. Essa política – assim como os juros baixos – é utilizada para estimular a economia americana.

“Se o progresso [da economia] continuar como esperado, o Fomc julga que uma moderação no ritmo de compras de ativos pode ser garantida em breve”, disse o comunicado. A expectativa é de que o início da redução comece após a próxima reunião, que ocorre nos dias 2 e 3 de novembro.

O anúncio sobre o tapering vem em linha com o esperado pelos economistas ouvidos pela Bloomberg. O levantamento mostrou que 65% deles espera o início formal da redução de estímulos após a próxima reunião.

Em discurso após a divulgação do comunicado, o presidente do Fed, Jerome Powell, afirmou que o processo de tapering pode começar em novembro e ser encerrado já em 2022. Embora o Fed não esteja condicionando o fim do tapering ao aumento da taxa de juros, a fala reforça a perspectiva de que os juros vão começar a subir antes do esperado.

Em reação à fala de Powell, o dólar acelerou o movimento de alta, disparando 0,57% e superando os 5,31 reais em torno das 16h.

 

Fonte: Revista Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here