Inaceitável país ter que recorrer a importação de produto da cesta básica

Itens da cesta básica

Comentarista falou sobre o fato de o país ter baixado a tarifa de importação para o arroz para aumentar a concorrência no mercado interno.

O governo federal decidiu zerar a taxa de importação para o arroz vindo de fora do Mercosul, com objetivo de aumentar a oferta do cereal e contribuir para redução dos preços e cerca de 200 mil toneladas do produto já são aguardadas nos portos brasileiros para o próximo mês e início de novembro, segundo informou a Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz).

Houve essa necessidade, segundo a entidade, para que possa formar um teto de preço e garantir o abastecimento do mercado interno. No entanto, para o comentarista Miguel Daoud, dificilmente haverá queda no preço dos produtos agropecuários nos próximos meses e houve uma falha do governo em não prever esta situação.

“É muito lamentável que um país que desponta como maior fornecedor de alimentos do mundo tenha que importar arroz, que é a comida básica na mesa do brasileiro. Esse arroz que virá da índia não tem a qualidade do nosso arroz, pois tem uma umidade um pouco elevada. Vamos ver o que acontece”, disse.

O problema, segundo Daoud, é que os produtores de arroz venderam a safra por cerca de R$ 40 para processadores e, diante da alta no mercado internacional, esse produto foi vendido para fora do país pelo dobro do preço. “Essa exportação vai prejudicar o consumidor e o produtor, que vendeu a safra em um preço mais baixo”, disse.

 

Fonte: Canal Rural

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here