IPhone 12 à venda

Apple: vendas começam hoje em alguns países (não no Brasil) (SOPA Images / Colaborador/Getty Images)

Apesar de ser uma nova adição e tanto para a Apple, a rede 5G ainda não chegou a todos os lugares do mundo, como no Brasil.

iPhone 12 começa a ser vendido nesta sexta-feira, 23, pela Apple. Na semana passada, 30 países haviam sido selecionados para abrigar a pré-venda do novo modelo do smartphone — o Brasil, não incluso na lista, ainda não tem previsão de lançamento. O novo modelo tem câmeras mais potentes, novo design, conexão 5G e um processador de última geração. A pandemia mexeu com a economia e os negócios no mundo todo. Venha aprender com quem conhece na EXAME Research.

De acordo com dados da consultoria Wedbush Securities, obtidos pelo portal Business Insider, cerca de 350 milhões de iPhones estão prontos para serem trocados por modelos novos. O dado pode indicar um dos maiores super ciclos de venda do iPhone dos últimos anos. O último pico aconteceu em 2017, quando a empresa vendeu 77 milhões de unidades do iPhone no quarto trimestre daquele ano. Mas, mesmo na época, as vendas totais do iPhone — produto que é o carro-chefe da empresa — estavam em declínio em relação aos anos anteriores.

Neste ano, analistas estimam que 30% dos iPhones em circulação têm três anos ou mais de uso, o momento em que uma troca por um modelo mais novo acontece — o que pode acabar impulsionando diretamente as vendas.

Outro fator que pode influenciar diretamente é a adoção do 5G nos aparelhos — algo esperado e que pode ser um trunfo na hora de os usuários do smartphone escolherem um novo modelo. Mas não em todos os países.

Apesar de ser uma nova adição e tanto para a Apple, a rede 5G ainda não chegou a todos os lugares do mundo, como no Brasil, onde existe uma batalha para saber qual empresa prestará o serviço e com quais frequências as operadoras irão operar. O leilão realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deve acontecer somente no primeiro semestre de 2021 — e a tecnologia deve ser adotada em seu potencial completo somente no segundo semestre do ano que vem.

Até mesmo em países onde a tecnologia já foi adotada, como nos Estados Unidos, o 5G ainda não chega a todos os locais e é melhor em ambientes públicos, como estádios. Mas é de se esperar que, por lá, país onde a Apple tem uma participação de mercado de 59,7%, segundo o site irlandês StatCounter, o novo modelo force a adoção do 5G em um leque mais amplo de localizações.

Como serão as vendas em meio à pandemia? – Este ano, por conta da pandemia do novo coronavírus, as vendas terão de ser feitas de uma forma um pouco diferente. Em seu site oficial, a Apple detalhou que as compras poderão ser feitas pelo website, pelo celular ou em alguma das lojas abertas — embora com uma capacidade menor do que nos outros anos.

O consumidor que optar por fazer a compra online, conseguirá conversar com um especialista da marca por meio de um chat que será “finalizado com delivery sem contato” do aparelho. Para confirmar os dados da compra, os entregadores poderão fazer perguntas para o usuário, em vez de pedir uma assinatura física.

Mesmo sem estar disponível em todos os países, a pré-venda do iPhone 12 já bateu recordes, mais do que dobrando em relação à pré-venda do iPhone 11, que teve cerca de 800 mil pedidos versus quase 2 milhões em 2020 — e, se for uma prévia do que pode acontecer uma vez que o smartphone começar a ser vendido, a Apple estará em bons lençóis.

 

Fonte: Revista Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here