João Doria e Eduardo Leite defendem impeachment de Bolsonaro

João Doria (Foto: Mídia Ninja | Divulgação)

Os dois presidenciáveis do PSDB defendem o fim da adesão tucana ao bolsonarismo – o que amplia o isolamento de Aécio Neves.

Os dois pré-candidatos do PSDB à presidência, João Doria, governador de São Paulo, e Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, aderiram ao impeachment de Jair Bolsonaro. “Nossa posição é pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro e de que o PSDB deve perfilar como um partido de oposição ao presidente Jair Bolsonaro, deixando a posição de neutralidade que tem”, disse Doria. “Foi um erro colocar Bolsonaro no poder. Está cada vez mais claro que é um erro mantê-lo lá”, pontuou Eduardo Leite.

Com isso, o deputado Aécio Neves (PSDB-MG), que liderou a campanha pelo golpe de estado de 2016, contra a ex-presidente Dilma Rousseff, fica isolado em sua adesão ao bolsonarismo.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here