Laboratório que já realizou mais de 1 milhão de testes da Covid-19 no Paraná alerta para aumento de resultados positivos

Laboratórios alertam para aumento de resultados positivos de Covid-19 no país (imagem ilustrativa) — Foto: Reprodução/RPC

Equipes da unidade da Fiocruz em Curitiba mantêm análises de amostras 24 horas por dia; ‘Chegamos a ter quase 40% das amostras com positivo’, diz vice-presidente de produção.

O laboratório da rede Fiocruz localizado no Paraná, que atende exclusivamente a rede pública de saúde, já realizou mais de 1 milhão de testes da Covid-19 do início da pandemia até o final de 2020.

O vice-presidente de Produção e Inovação da Fiocruz, Marco Krieger, informou que houve aumento expressivo na demanda, e destacou que a proporção de resultados positivos tem crescido de forma preocupante.

“Até poucos meses era ao redor de 15%, deu um grande salto. Chegamos a ter, em algumas semanas, quase 40% das amostras testadas com positivo, o que reflete um aumento do número de infectados no Paraná”, disse.

Em Curitiba, são processados 10 mil testes pelos critérios RT-PCR por dia, de amostras coletadas no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Distrito Federal.

A unidade é responsável por seis de cada 10 exames da doença da rede pública de saúde paranaense.

De acordo com boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado nesta sexta-feira (1º), o Paraná tem 415.152 casos confirmados do novo coronavírus e 7.930 mortes provocadas pela doença.

Ainda conforme a secretaria, foram feitos 1,4 milhão de testes do tipo RT-PCR pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e em laboratórios credenciados pelo estado.

Para dar conta da alta na demanda, a unidade de Curitiba da Fiocruz contratou 140 funcionários, entre profissionais de saúde que mantêm os laboratórios funcionando 24 horas por dia, sete dias por semana.

Empenho que também foi registrado nas outras unidades da empresa, em São Paulo, Rio de Janeiro e no Ceará, segundo a rede. Com milhares de testes na fila, 200 dos 600 funcionários passaram o réveillon nos laboratórios.

“Estamos prontos para isso aqui. A gente está preparado, entende a responsabilidade que é estar aqui e estamos felizes assim”, comentou a técnica de laboratório Aline dos Santos.

No Paraná, de acordo com a empresa, o laboratório trabalhava com uma máquina no mês de abril, que analisava 1 mil amostras por dia.

Em dezembro, o total de equipamentos e, consequentemente, de resultados por dia aumentou em 10 vezes.

Os equipamentos separam o material genético do vírus que, depois, entra em contato com um reagente. O resultado é apresentado na tela do computador.

Fonte: G1 Paraná

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here