Live de Gusttavo Lima cantando e bebendo faz Conar notificar Ambev

O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) abriu nesta quarta-feira (15) uma representação ética contra ações publicitárias da Ambev em uma live do cantor Gusttavo Lima, no último sábado (5), intitulada “Buteco em Casa”, transmitida pelo canal do cantor no YouTube.

Segundo a nota do Conar, a representação foi aberta “a partir de denúncias recebidas de dezenas de consumidores, que consideram que as ações publicitárias carecem de cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas”.

O cantor passou mais de 7 horas ao vivo e em diversos momentos ingeriu bebida alcoólica. Em um desses momentos, Gusttavo Lima disse que não queria passar mal exemplo, mas queria transmitir como é sua vida. Por esses trechos e pelo “potencial estímulo ao consumo irresponsável do produto”, aliado a uma falta de restrição de acesso ao conteúdo da live por menores de idade, o Conar abriu a representação.

Em resposta ao Conar, a Ambev reconheceu que em algumas lives de outros cantores e de Gusttavo Lima as recomendações feitas não foram seguidas, mas disse que envia guias reforçando as regras do próprio Conar de publicidade de bebidas, treina as pessoas envolvidas nesses eventos e assegura medidas de higiene e distanciamento social.

“Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos. Vale lembrar que a live é de propriedade do artista, muitas vezes realizada em sua casa, o que representa um desafio”, indicou a Ambev.

No Twitter, Gusttavo Lima disse que as lives estão “prestando um grande serviço social” aos fãs e ao público em quarentena. Comentou que o dinheiro arrecadado nas apresentações online é revertido em forma de doação a pessoas carentes “que neste momento passam por extrema necessidade” e criticou dizendo que quem não ajuda, atrapalha “nossos irmãos necessitados”.

O vídeo da live já contabilizou 54,7 milhões de visualizações em menos de quatro dias.

 

Fonte: Revista ISTOÉ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here