Maia descarta a possibilidade incluir atuais servidores na reforma como pretendem alguns deputados

Rodrigo Maia (DEM) é presidente da Câmara Federal.

Para Maia, responsabilidade de incluir atuais servidores na reforma administrativa é do governo. O presidente alertou que o Congresso não pode introduzir temas novos em relação a matéria administrativa.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que se o governo quiser tratar dos atuais servidores na reforma administrativa, deve incluir as mudanças na proposta de emenda à Constituição (PEC) a ser enviada nos próximos dias, e não esperar que a Câmara faça essas alterações. O que se tem discutido até o momento é que as novas regras para o serviço público passem a valer apenas para novos servidores.

Maia ressaltou que o limite de votação da proposta é o texto que o governo mandar. “Outro dia vi o ministro da Economia [Paulo Guedes] dizendo que, se a Câmara quiser, pode ampliar. O governo não pode transmitir para gente uma responsabilidade que é dele. Se o governo entende que tem que tratar dos atuais servidores, que encaminhe a proposta dos atuais servidores”, cobrou o presidente da Câmara.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here