Nota de repúdio – PT Alagoinhas

A Secretaria LGBTQIAP+ e o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Alagoinhas vêm a público repudiar a ação racista sofrida pelo nosso companheiro e Secretário Municipal LGBTQIAP+ do PT de Alagoinhas, Danilo Santana. O racismo é uma das misérias sociais do Brasil e precisa ser superado com urgência e rigor; essa mudança exige a denúncia dos crimes raciais e o apoio a quem o sofre. É intolerável, e gera-nos sentimento de indignação, que pessoas sejam violadas em sua integridade moral, emocional e/ou física em razão de sua cor de pele, etnia ou origem social. Entretanto, o racismo no Brasil ainda é um problema social que causa danos aos povos pretos e a toda sociedade. Qualquer manifestação racista não se justifica, apenas aponta para a democracia racial de fachada que funciona para aprofundar as desigualdades entre povos e culturas. Mesmo com o avanço de leis, crescentes manifestações e denúncias das organizações raciais contra a discriminação, empresas e instituições públicas ou privadas insistem em comportamentos discriminatórios para pessoas pretas. Ontem, 08 de setembro, Danilo foi exposto ao constrangimento do racismo ao entrar para consumir no Supermercado Kennedy em Alagoinhas. O segurança do estabelecimento perseguiu Danilo na loja que, ao se sentir invadido e desrespeitado, recorreu a uma responsável pelo estabelecimento. Entretanto, a funcionária declarou que o segurança estava apenas fazendo o trabalho dele e retirou-se demonstrando nenhum interesse pela queixa, inclusive, diante da declaração dada pelo segurança de que se Danilo estava se sentindo incomodado e reclamava realmente era suspeito. É um procedimento nitidamente racista. A funcionária não verificou a queixa e ainda reafirmou que a função do segurança é vigiar e perseguir pessoas pretas dentro da loja. Dois dias após o ocorrido, Danilo voltou acompanhado por uma advogada ao local, a intenção era indagarem à funcionária os motivos que a levaram a tratar um cliente negro com desprezo, além de exigirem a retratação. A funcionária não se encontrava no estabelecimento, e o proprietário se mostrou intolerante ao diálogo hostilizando Danilo e sua advogada com deboche e gritos, depois de várias tentativas de explicação do acontecido na sua loja. Mais uma vez Danilo foi submetido ao constrangimento racista, mesmo na presença de uma advogada. Cenas como essas acontecem todos os dias com mulheres e homens pretos no Brasil e não surpreendem quando passam em branco. Enfatizamos nossa solidariedade a Danilo para o enfrentamento do racismo e garantia da integridade dos seus Direitos. Estamos atentos a manifestações dessa ordem e não as toleraremos.

 

Alagoinhas, Ba, 09 de setembro de 2021

Rafael Xadrez

Secretário Adjunto da BAGA – Secretaria LGBTQIAP+ do PT/ Alagoinhas

 

Tarcio Mota

Presidente do Diretório Municipal do PT/Alagoinhas

 

Executiva Estadual

Secretaria LGBT do PT/Bahia

 

Coletivo de Mulheres Chica e Marias do PT/Alagoinhas

Thor de Ninha

Vereador do PT Alagoinhas

 

Coletivo LGBTQIA+ da Resistência Socialista da Bahia

Movimento Enfrente

 

Coletivo Ocupa Preto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here