Novembro azul: Um toque de saúde

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens no Brasil, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma.

O início da campanha Novembro Azul, programado para este domingo, abre mais oportunidades para as pessoas de sexo biológico masculino exercitarem amor à saúde, ao buscarem o médico para o exame anual de prevenção ao câncer de próstata.

A configuração anatômica, aliada às décadas de uso do corpo, bem como as tendências genéticas, possibilita a hipótese de irregularidades em tão delicado órgão, ao apresentar sinais de inchaço, anexado a dores e problemas urinários, entre outras evidências.

Para quem passou dos cinquenta, só o exame pode constatar ou não algo a ser tratado; vale observar qualquer dor ou alteração no tamanho da próstata – glândula entre a bexiga e a pélvis – , além de verificar se há hereditariedade.

A súbita migração do homem contemporâneo, antes tido como Sapiens, de volta à mentalidade pitecantropa, com a diferença de agora ser superdotado das tecnologias mais avançadas, tem sido adversária das vacinas e, com certeza, não o agrada o exame.

A ciência tem perdido para a fé e os dogmas, em recuo ao Medievo, a plena cor do século XXI, a ponto de a saúde e a vida serem vilipendiadas em troca de falsa confiança na existência post-mortem.

Está no cuidado de si a base para cuidarmos de quem amamos, daí o exame não limitar-se a alcance individual – quando o médico toca, está tocando toda a família, pois perder o ente querido produz maior dor, em vez da alegria do tempo de convívio.

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens no Brasil, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) apontam, no entanto, que quando a doença é identificada em sua fase inicial a cura ocorre em cerca de 90% dos casos. Daí a importância da campanha Novembro Azul, reforçando o alerta para os cuidados que devem ser adotados durante todo o ano.

 

 

Fonte: Jornal A Tarde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here