Nunes Marques decidirá colocar em pauta o caso das rachadinhas de Flávio Bolsonaro

Kassio Nunes Marques (Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF)

Segunda Turma do Supremo será presidida no segundo semestre pelo ministro Nunes Marques.

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) entrará no segundo semestre de um jeito diferente: sai de cena a presidência de Gilmar Mendes, que ao longo de um ano deu o tom ao colegiado, e assume o posto o mais novo ministro da Corte, Nunes Marques.

A Segunda Turma ficou famosa pelo julgamento dos processos relacionados à Lava-Jato.

De acordo com a regra do STF, a presidência cabe ao ministro mais antigo, mas é proibida a recondução “até que todos os seus integrantes tenham exercido a presidência, observada a ordem decrescente de antiguidade.”

Ficará nas mãos de Nunes Marques — o primeiro ministro indicado ao Supremo por Jair Bolsonaro — pôr em pauta a análise de processos como o recurso do Ministério Público do Rio que discute o foro privilegiado do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) na investigação das “rachadinhas” em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), informa O Globo.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here