OMS suspende em definitivo os testes com hidroxicloroquina

Decisão da OMS foi feita com base nos dados coletados em pacientes voluntários ao redor do mundo que tomaram o medicamento.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quarta-feira que os testes com o medicamento hidroxicloroquina em seu grande estudo de tratamentos para pacientes com Covid-19 em vários países foi interrompido, depois que os resultados de outros estudos não mostraram benefício do medicamento contra malária para tratar a doença respiratória provocada pelo novo coronavírus.

“O braço da hidroxicloroquina do ensaio ´Solidariedade´ foi interrompido”, disse a especialista da OMS Ana Maria Henao-Restrepo em entrevista coletiva por videoconferência.

Na mesma entrevista, o chefe do programa de emergências da OMS, Mike Ryan, disse que a epidemia de Covid-19 ainda é bastante severa no Brasil e que o momento é de extremo cuidado no país. Ryan defendeu que as autoridades brasileiras reforcem as medidas de saúde pública para conter a pandemia.

Nesta semana, a agência americana Federal Drug Administration (FDA), revogou a autorização do uso da cloroquina contra a Covid-19, sob alegação de ser provavelmente ineficaz contra a doença. A hidroxicloroquina também teve sua autorização de uso revogada pela agência regulatória.

A cloroquina tem sido promovida como solução para tratar pessoas infectadas pelo novo coronavírus pelo presidente Donald Trump e também pelo presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

 

Fonte: Revista Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here