Países isolam Reino Unido devido a mutação de vírus

Foto: Reprodução

Londres e também o leste da Inglaterra iniciam hoje um novo período de restrições devido ao aumento de casos do novo coronavírus no Reino Unido, com o agravante do aparecimento de nova mutação do vírus, que, segundo o governo, é 70% mais contagiosa.

Não se sabe ainda sobre se essa mutação torna o vírus mais letal ou se as vacinas liberadas este mês funcionariam com essa nova cepa – as primeiras informações dos cientistas britânicos são de que as vacinas funcionariam contra a mutação. No momento, a certeza é de que ela tem um poder de contágio 70% maior.

As restrições serão revistas em 30 de dezembro e, portanto, o Natal em Londres será de comércio não essencial fechado, reuniões familiares restritas, trabalho em casa e proibição de sair de uma zona de nível 4 (caso de Londres) para outras de níveis melhores de controle da pandemia.

Por causa do aparecimento da nova cepa do vírus e do crescimento de casos, diversos países proibiram voos de/para Londres, incluindo França, Holanda, Itália, Alemanha, Marrocos, Romênia e Arábia Saudita, que, por sua vez, fechou as fronteiras para todos os países e não apenas o Reino Unido. No continente americano Canadá, Argentina, Chile, Colômbia e Peru foram alguns países que tomaram a mesma medida em relação aos voos para o Reino Unido.

Do outro lado do Atlântico, um oásis é o destino mexicano de Cancun. Empresas aéreas americanas como American, Spirit e Frontier, anunciaram, segundo o site Travel Pulse, aumento de voos dos Estados Unidos para o balneário mexicano.

 

Fonte: PANROTAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here