Pandemia provoca queda da inadimplência no pais

Dinheiro

O número de calotes de pessoas caiu durante a pandemia. Em julho, último dado disponível, 63,5 milhões estavam inadimplentes, o que representa uma queda de 2,5 milhões de pessoas em relação a abril. Os dados são da Serasa Experian.

A redução da inadimplência também aconteceu no setor empresarial. Em julho, 5,8 milhões de companhias tinham dívidas em atraso, o menor patamar do ano. É a mesma quantidade de empresas inadimplentes em julho do ano passado.

Segundo especialistas ouvidos pelo jornal Estadão, esse quadro é resultado direto do auxílio emergencial, dos programas de socorro às pequenas e microempresas e também da taxa de juros no piso histórico, o que permitiu um forte movimento de renegociação de dívidas por parte dos bancos.

As instituições financeiras também postergaram R$ 110,5 bilhões em dívidas durante a pandemia, em 1 total de 14,2 milhões de contratos, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

 

Fonte: Jornal A Tarde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here