Pesquisas internas mostram crescimento de Lula em Estados-chave e animam PT

Lula teria crescido em locais onde a disputa com Bolsonaro estaria mais acirrada, especialmente Rio Grande do Sul e São Paulo, de acordo com a Reuters

Apesar de as pesquisas mais recentes terem mostrado um crescimento do presidente Jair Bolsonaro, especialmente depois da saída do juiz Sérgio Moro da disputa pelo Palácio do Planalto, levantamentos feitos pelo PT e análises de pesquisas regionais deixaram a cúpula do partido otimista.

Lula, que lidera as pesquisas nacionais de intenção de voto, teria crescido em locais onde a disputa com Bolsonaro estaria mais acirrada, notadamente Rio Grande do Sul e São Paulo, de acordo com fontes ouvidas pela Reuters.

As análises foram apresentadas a Lula, ao companheiro de chapa, Geraldo Alckmin, e à cúpula petista em uma reunião de dia inteiro nesta segunda-feira, em São Paulo.

“O cenário melhorou sim, está bom para nós”, disse uma das fontes, ressaltando que não tem nada ganho, mas que os sinais são positivos.

O partido comemorou especialmente o que teria sido um aumento significativo no Rio Grande do Sul, que teria levado Lula a ultrapassar Bolsonaro. Em 2018, o presidente venceu no Estado e, até poucas semanas, as pesquisas mostravam uma disputa apertada, com a diferença entre os dois dentro da margem de erro.

Também em São Paulo, na análise apresentada ao PT pelo pesquisador Marcos Coimbra, da Vox Populi, Lula teria uma diferença maior a seu favor.

Os problemas maiores para o petista se concentram ainda em Santa Catarina e no Centro-Oeste, região onde Lula perde para Bolsonaro em todos os Estados.

Todas as pesquisas apresentadas são para consumo interno do partido e não foram registradas, por isso não podem ser divulgadas oficialmente.

Os dados alimentam o planejamento de viagens e eventos que a campanha começa a preparar para o ex-presidente e seu companheiro de chapa. Entre os locais previstos para as próximas semanas, uma mistura de Estados onde Lula vence nas pesquisas — Minas Gerais, Pará e Amazonas, entre eles– e outros em que a situação é difícil.

Na semana do dia 23, além do Rio Grande do Sul, Lula vai a Santa Catarina.

“Tem uma determinação do presidente, nós não vamos apenas a onde estamos ganhando, não tem sentido”, disse uma outra fonte próxima ao ex-presidente. “A intenção é tentar ir a todos os Estados.”

Pesquisa PoderData divulgada na semana passada mostrou Lula com 41% das intenções de voto para a eleição presidencial de outubro, enquanto Bolsonaro soma 36%. Em uma simulação de segundo turno, Lula registra 48% das intenções de voto, contra 39% de Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here