Plano de expansão da TIM é apresentado ao governo da Bahia

A meta da empresa é atender, até 2023, todos os municípios do Brasil com a rede 4G.

O plano de expansão da TIM para a Bahia foi apresentado nesta terça-feira (06) para o Governo da Bahia, em audiência online entre os executivos da empresa e o governador Rui Costa, com a participação dos secretários do Planejamento, Walter Pinheiro, de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti e o da Casa Civil em Exercício, Carlos Mello. No estado, como parte dos compromissos TAC TIM-Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o plano de expansão da TIM proporcionará acesso à tecnologia de quarta geração e mais velocidade de navegação em 20 localidades, sendo 10 até o final de 2020, priorizando o atendimento a áreas urbanas e rurais mais isoladas, que não tenham acesso à internet móvel.

“A chegada e ampliação do sinal 4G bem como a conexão dos municípios com fibra ótica potencializam o desenvolvimento econômico e social das localidades atendidas e levam benefícios que ampliam a qualidade de vida das pessoas”, ressalta o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Dentre os municípios que serão beneficiados nesta primeira fase, estão: Barra, Ipecaetá, Itapicuru, Macajuba, Nova Ibiá, Pedrão, Quijingue, Tanhaçu, Várzea da Roça, Varzedo. Até dezembro de 2021, o sinal será ativado em Caetanos, Caldeirão Grande, Dário Meira, Manoel Vitorino, Muquém do São Francisco, Piripá, Rodelas, São Desidério e Vereda e até dezembro de 2022, também será atendido o município de Lajedão.

A meta da empresa é atender, até 2023, todos os municípios do Brasil com a rede 4G. Atualmente, a companhia é líder nacional de cobertura 4G, com mais de 3.530 municípios brasileiros atendidos com a tecnologia, sendo 208 cidades baianas.

O TAC com o Grupo TIM engloba os temas Direitos e Garantias dos Usuários, Qualidade, Ampliação do Acesso e Fiscalização e foi aprovado pelo Conselho Diretor da Anatel, em sua versão final, em 18 de junho de 2020 e tem valor de referência de R$ 639 milhões. O Termo já foi aprovado também pelo Tribunal de Contas da União.

Também participaram da audiência o diretor de Engenharia da TIM, Marco di Constanzo; o diretor de Relações Institucionais da TIM Brasil, Leandro Guerra; o executivo de Relações Institucionais da TIM na Bahia, Felipe Leão; o gerente de Relações Institucionais da TIM Nacional, Cleber Affanio.

 

Fonte: Seplan/Governo do Estado da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here