‘Plano de vacinação do governo Bolsonaro é genocida’, afirma Pedro Serrano

Foto: Reprodução

Segundo o advogado constitucionalista, há motivos de sobra para executar o impeachment de Bolsonaro. “Temos um presidente da República que está matando parte da população brasileira, que está jogando nossa economia no ralo, que está levando as pessoas à fome. Temos o pior governo da nossa história”, disse à TV 247.

O advogado constitucionalista Pedro Serrano chamou de “genocida” na TV 247 o plano de vacinação do governo Jair Bolsonaro contra a Covid-19. Para ele, a condução do governo federal durante a pandemia é mais do que suficiente para votar o processo de impeachment de Bolsonaro.

egundo Serrano, não há nenhum outro governo pior do que o que ocupa o Palácio do Planalto neste momento. “Esse governo é pior do que o governo ditatorial que nós tivemos no Brasil. Esse governo é pior do que qualquer governo eventualmente corrupto que nós tivemos no Brasil. Esse governo é pior do que qualquer governo entreguista que nós tivemos no país. Isso porque existem funções de qualquer Estado ou qualquer governo que são primárias, fundamentais, independente de ser um governo feudal, capitalista, socialista, é um governo que tem, por função mínima, a garantia da vida e da saúde das pessoas. Não tem sentido existir Estado se não for isso. Não tenho a menor dúvida: por pior que seja um governo que tortura gente, um governo que exerce de forma ditatorial o poder, não pode ser o pior do que esse. Temos o pior governo da nossa história”.

“Esse plano de vacinação do Bolsonaro é um plano criminoso, ele não é irresponsável apenas, no sentido de ser mal feito. É um plano que projeta o cometimento de um crime contra a população brasileira. No sentido mais amplo da expressão, é um plano genocida, que projeta a morte de muitas pessoas e projeta uma tragédia econômica”, completou.

Serrano comparou a justificativa do golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff com as razões existentes atualmente para interromper o governo Bolsonaro. Dilma, segundo Serrano, foi impedida por supostas pedaladas fiscais, enquanto Bolsonaro mata brasileiros e continua comandando o país. “O país decretou o impeachment da presidente Dilma, pode se falar o que for, mas uma mulher digna, por conta de supostas pedaladas fiscais. Para e pensa: ela foi impedida de exercer seu mandato até o final por causa de pedalada fiscal. Nós temos um presidente da República que está matando parte da população brasileira, que está jogando nossa economia no ralo, que está levando as pessoas à fome, que está causando consequências difíceis de ter exata predição para uma imensidão de pessoas que pegaram essa doença e nada foi feito”.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here