Plantar maçã e pera no sertão é o próximo projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia.

Foto: Divulgação

Em Petrolina-PE, na manhã desta sexta-feira (04), o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, disse que vai aproveitar a expertise em pesquisa experimental da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para plantar maçã e pera no Sertão baiano.

Os projetos experimentais deverão ser implementados em Irecê, com irrigação de poços artesiano, e no Médio São Francisco – Barra, Muquém do São Francisco, Ibotirama e Morpará, com pequenos projetos de irrigação de pequenos produtores. Para o vice-governador, a ação tem alta rentabilidade e viabilidade econômica.

“Queremos desenvolver essas regiões e ajudar a população a ganhar seu dinheirinho, assim como fizemos há 15 anos com o exitoso experimento de abacaxi em Itaberaba e com o caju na Bacia do Rio Grande, também em parceria com a Embrapa. A Embrapa é uma empresa de pesquisa, desenvolvimento e inovação, que trabalha com cadeias produtivas em projetos de pesquisa e inovação e vai nos ajudar. O que queremos, eu, o governador Rui Costa, é desenvolver a Bahia e ajudar as pessoas”, disse Leão.

Será viabilizada também formação e capacitação profissional, tanto no Polo Agroindustrial, quanto na Fazenda Escola que está sendo montada no CEEP Águas, Escola Lamartine Roriz  em Barra, por meio de cooperação com a Univasf, Ufob e Embrapa. Durante a visita à Petrolina, Leão assinou ainda o protocolo de intenções para cooperação técnica entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE) e a Univasf.

 

Fonte: Ascom/SDE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here