Brasil pós-pandemia e os desejos: ricos, querem lazer; pobres, querem comer

36% dos brasileiros dizem ter comido menos ou passado fome na pandemia

Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas revela que as famílias de renda mais elevada do Brasil esperam aumentar principalmente o consumo de serviços de entretenimento, alimentação e alojamento assim que a maioria dos brasileiros estiver vacinada contra a Covid-19, segundo aponta reportagem do jornalista Eduardo Cucolo, publicada na Folha de S. Paulo.

“De acordo com sondagem especial do FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), 70% dos consumidores com renda acima de R$ 9.600 pretendem gastar mais com viagens, transporte, restaurantes, cinema e atividades sociais após o avanço da vacinação”, aponta o jornalista.

A situação é totalmente diferente entre os mais pobres. “Esse percentual fica cada vez menor, conforme se reduz a faixa de renda, chegando a 12,5% entre as famílias com renda inferior a R$ 2.100. Entre consumidores nessa primeira faixa de renda, a expectativa é aumentar o consumo de outros itens, como alimentos, bens duráveis e roupas, saúde e cuidados pessoais”, aponta o repórter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here