Praia de Balneário Camboriú após megaobra de alargamento de faixa de areia

Vista aérea da Praia Central, em Balneário Camboriú, em 1º de dezembro — Foto: Element Films/Divulgação

megaobra de alargamento da Praia Central, em Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, termina nesta sexta-feira (3), segundo previsão da prefeitura. Com isso, toda a orla ficará disponível aos banhistas. No sábado (4), o município fará um evento de inauguração da temporada de verãona cidade.

A largura da faixa de areia passou de uma média de 25 para 70 metros. Os trabalhos começaram em março deste ano, com a chegada de tubos usados juntos com a draga, que chegou à cidade em 22 de agosto.

A embarcação pegava areia de uma jazida e, através da estrutura feita com os tubos, levava o material até o a orla da praia. O trabalho da draga terminou em 31 de outubro. Desde então, foi feita a desmontagem da tubulação, a retirada dos equipamentos usados na obra da praia e o acabamento para nivelar a areia.

Como ficou a Praia Central? – A largura da praia foi aumentada em toda a extensão da orla, que é de 5,8 quilômetros. Para o ano que vem, após a temporada de verão, estão previstas obras no calçadão da Avenida Atlântica, rua em frente à faixa de areia, e o plantio de vegetação de restinga, uma exigência do licenciamento ambiental da obra.

Infográfico mostra detalhes da obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central, em Balneário Camboriú — Foto: Ben Ami Scopinho/Arte.

Após os trabalhos, foram instaladas 900 lixeiras por toda a orla. Inicialmente o valor da obra foi de R$ 66,8 milhões, mas o consórcio vencedor da licitação, o DTA/Jan de Null, pediu um reajuste, que está em discussão.

Imagens foram feitas em 31 de dezembro de 2019 e 7 de julho de 2021, respectivamente. — Foto: Fabiano Correia/NSC TV e Prefeitura Balneário Camboriú/Reprodução.

Acontecimentos durante a obra:

Aparição de conchas – Logo após o início dos trabalhos com a draga, centenas de conchas apareceram na orla da Praia Central. Uma moradora, que também é fotógrafa, registrou o caso em 25 de agosto. As conchas foram encontradas em uma área de obras, à época, no trecho da Barra Sul.

Atolados na areia – Três pessoas foram resgatadas após ficarem “atoladas” em uma parte da obra de alargamento da faixa de areia em 31 de outubro. Uma semana antes, outras duas moradoras também precisaram do auxílio de guarda-vidas depois de ficarem presas na areia mole.

A área não estava liberada para uso dos moradores, pois o serviço no local ainda não estava finalizado. Ao g1, a empresa responsável pela obra destacou que o espaço estava sinalizado e cercado.

Tubarões aparecem na orla – A Prefeitura de Balneário de Camboriú monitora o aparecimento de tubarões e outros animais na orla da Praia Central. Segundo a secretária Municipal de Meio Ambiente, Maria Heloísa Lenzi, uma mudança no conjunto de seres vivos, flora e fauna que habitam naquela região já era esperada.

Desde agosto, quando a draga passou a operar na obra, 28 tubarões foram vistos no mar da região, segundo a última atualização do Museu Oceanográfico da Universidade do Vale do Itajaí (Univali).

Município é autuado pelo IMA – Durante os trabalhos, o município foi autuado pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) por descumprir imposições do licenciamento ambiental e por executar a obra de forma diferente do projeto que apresentou ao órgão. A infração foi emitida em 28 de setembro, depois de uma vistoria técnica à obra, no dia 23 de setembro.

Haverá uma audiência de conciliação entre o IMA e o município em 27 de janeiro para tratar sobre o assunto.

Alargamento da faixa de areia da Praia Central na Barra Sul, em Balneário Camboriú — Foto: Kaio Garcia/Divulgação

Personagens;

  • Supervisor de alargamento de praia de Balneário Camboriú fala sobre desafios da obra: ‘Qualquer falha pode custar uma vida’
  • ‘Ficou tão grande que quase nem dá pra ver o mar’, diz moradora sobre alargamento em Balneário Camboriú
  • Quiosques e restaurantes de Balneário Camboriú relatam maior movimentação de pessoas com obra de alargamento.

 

Fonte: G1 Santa Catarina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here