Prisão de Geddel Vieira Lima é mantida.

Ex-deputado Geddel Vieira Lima

O juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, do Distrito Federal, manteve hoje (6) a prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Um dos políticos mais próximos do presidente Michel Temer e responsável pela articulação política do Palácio do Planalto até o fim do ano passado, preso por suspeita de atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura supostas fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal, admitiu para o juiz ter conversado mais de 10 vezes com a mulher do operador Lúcio Funaro no decorrer do ano mas afirmou que era ela quem lhe telefonava, segundo informou a revista Época. Entretanto, Geddel ainda não forneceu a senha do seu celular apreendido pela PF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here