PSB racha em São Paulo: ala do partido não segue França e declara apoio a Boulos

Guilherme Boulos

Candidato a prefeito de São Paulo pelo partido que ficou de fora do segundo turno, Márcio França adotou nesta segunda-feira um discurso neutro, sem declarar apoio a Boulos ou Covas.

Diante da posição de neutralidade adotada pelo candidato a prefeito de São Paulo pelo PSB que ficou de fora do segundo turno, Márcio França, o Movimento Popular Socialista (MPS), ala da legenda, saiu na frente e já declarou apoio ao candidato do PSOL, Guilherme Boulos, no segundo turno contra o candidato do PSDB, Bruno Covas.

Em nota assinada pelo Secretário Nacional do MPS, Acilino Ribeiro, fica clara a atitude de parte do PSB de atuar como protagonista “na construção da unidade das esquerda contra a Direita que se fortalecerá na capital paulista no caso de uma vitória do PSDB”. “Boulos é um grande quadro da esquerda brasileira e sempre manteve através do MTST uma excelente relação e unidade na luta popular com o MPS”.

Circular do MPS/PSB sobre o segundo turno em SP.   

Nosso desejo e luta de nossa militância era para que nosso candidato do PSB, Márcio França, fosse para o segundo turno das eleições na cidade de São Paulo. E fosse o prefeito eleito nessas eleições. Porém diante da realidade e da escolha que nos ficou, e ainda da oportunidade de sermos protagonistas na construção da unidade das esquerda contra a Direita que se fortalecerá na capital paulista no caso de uma vitória do PSDB, o MPS nacional através de consultas e reuniões do secretário nacional com seus dirigentes estaduais e municipais da cidade de SP desde a madrugada deste dia 16 de novembro até este momento, 11 horas da manhã, manifesta apoio às orientações e sugestões de seus dirigentes no estado e capital e recomenda às suas bases na capital paulista o mesmo empenho e luta que tiveram na campanha de Márcio França agora se engajem na campanha de Guilherme Boulos para prefeito de São Paulo. Boulos é um grande quadro da esquerda brasileira e sempre manteve através do MTST uma excelente relação e unidade na luta popular com o MPS.

Fora João Covas – Bruno Doria.

Agora é Boulos.

Acilino Ribeiro/Secretário Nacional do MPS/PSB.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here