Saiba como funciona a cirurgia de implantes dentários sem cortes

A técnica faz com que a instalação das raízes artificiais seja ágil, certeira e acessível, além de garantir um pós-operatório mais confortável e indolor.

Especialmente nos últimos dez anos, o mercado da Odontologia tem passado por grandes impactos tecnológicos, em todas as suas áreas. Hoje, estas inovações permitem resultados clínicos com maior índice de previsibilidade e reduzem o número de visitas do paciente ao consultório, bem como seu tempo na cadeira.

Na Implantodontia, com a transformação digital, as tradicionais abordagens analógicas se converteram em protocolos de tratamento mais eficientes e simplificados. Nesse contexto, destaca-se a “cirurgia guiada”, indicada tanto para quem perdeu apenas um dente, como para aqueles que perderam vários ou, até mesmo, todos os dentes.

Nesta modalidade cirúrgica, o dentista elabora uma guia a partir da cavidade bucal do paciente, impressa em resina. “É com esta guia que todo o procedimento é realizado, dispensando cortes e pontos, já que as perfurações serão bastante assertivas, exatamente nos pontos definidos no pré-operatório”, explica o cirurgião-dentista Fábio Bezerra, PhD em Biotecnologia, mestre em Periodontia e diretor global de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da S.I.N. Implant System. “Como se trata de uma técnica minimamente invasiva, o paciente sente menos dor, assim como tem um pós-operatório mais tranquilo, com menos dor e com poucos medicamentos”, completa.

Como funciona a cirurgia guiada? – O especialista explica que são, basicamente, quatro etapas. Veja a seguir:

Primeira etapa: tudo começa com a consulta no dentista, na qual o profissional vai pedir três exames essenciais para a colocação de implantes. São eles: fotografia, tomografia e escaneamento. “Todos podem ser feitos no próprio consultório, caso o dentista tenha os equipamentos, ou então o paciente é direcionado para um planning center, que são centros de imagem especializados em Odontologia”, conta Bezerra. Com as imagens em mãos e o auxílio de um software, o profissional pode simular o procedimento no ambiente virtual.

Segunda etapa: o dentista apresenta para o paciente o planejamento de modo objetivo, com detalhamento do caso. Neste momento, o profissional também esclarece todas as dúvidas sobre o procedimento.

Terceira etapa: a partir da aprovação do planejamento pelo paciente, o dentista faz a impressão da guia cirúrgica, que é feita de material de resina, que se adapta perfeitamente à cavidade oral. “Esta impressão pode ser feita por meio de uma impressora 3D ou fresadora, ambas ficam satisfatórias”, explica Fábio. Com a guia em mãos, a cirurgia é, então, agendada.

Quarta etapa: a realização da cirurgia. “Com o auxílio da guia, são feitas pequenas incisões na gengiva com o auxílio de uma fresa e, então, são inseridos os implantes de titânio, que agem como se fossem as raízes dos dentes e funcionam como base de apoio para as coroas dos dentes”, explica Fábio. “É uma cirurgia extremamente precisa, que dispensa cortes”, conclui.

Quais as vantagens da cirurgia guiada? – Como é um procedimento sem cortes ou pontos, o pós-operatório fica mais fácil,  com menos inchaço ou sangramentos. Assim, a pessoa pode retomar suas atividades rotineiras em um intervalo menor de tempo. Há também uma redução no uso de analgésicos e anti-inflamatórios. “Além disso, como o processo todo é feito em um número menor de consultas, existe uma economia significativa para o paciente”, explica Bezerra.

E mais: todos os dados do planejamento virtual da cirurgia ficam armazenados em programas online. “Isso também é vantagem para o paciente. Se ele mudar de cidade ou país, por exemplo, poderá seguir seu tratamento com tranquilidade, já que o novo dentista terá acesso ao seu histórico cirúrgico com apenas um clique”, explica Fábio.

No Brasil, a cirurgia guiada é acessível? – Sim. “Para começar, 20% dos dentistas de todo o mundo estão no Brasil”, diz Fábio Bezerra. “E inclusive nas cidades do interior, os profissionais estão aderindo cada vez mais à cirurgia guiada, democratizando o tratamento. Além disso, Bezerra afirma que o surgimento de planning centers em várias localidades do país fez com que a prática ganhasse terreno. Ele destaca, ainda, que os pacientes são, no geral, bem informados e a maioria busca por dentistas que atuem com esta modalidade cirúrgica. “Acima de tudo, é preciso lembrar que a Odontologia Digital é a especialidade do presente e não mais do futuro”, conclui.

Sobre a S.I.N. Implant System: referência mundial em produtos para implantes dentários, a S.I.N Implant System tem DNA brasileiro e está no mercado desde 2003. Hoje, seu parque fabril de última geração entrega mais de 5 milhões de produtos acabados todos os anos, com presença em mais de 25 países. Com uma trajetória de conquistas apoiada nos princípios da simplicidade, inovação e nanotecnologia, a S.I.N. Implant System oferece as melhores linhas de implantes dentários do mundo, além de componentes protéticos. A empresa tem como visão oferecer o que há de melhor e mais seguro na área de implantodontia, utilizando, para isso, tecnologia de ponta e equipamentos de última geração, que passam por rigoroso controle de processos. A excelência em qualidade de seus produtos é garantida e comprovada por meio de certificações nacionais e internacionais. O sonho de restaurar sorrisos, iniciado com a Sra. Neide e o Dr. Ariel Lenharo, continua vivo. Em tempo: Ariel Lenharo foi o primeiro doutor em implantodontia do Estado de São Paulo, tendo também realizado sua pós-graduação nos Estados Unidos, no Pankey Institute. A Sra. Neide e o Dr. Lenharo estiveram à frente da companhia até 2009, quando o controle acionário da S.I.N passou para o fundo de investimentos Southern Cross Group, equity firm líder e mais antigo dedicado ao mercado latino-americano, com mais de U$ 2,8 bilhões investidos em 38 empresas em todo o continente. Mais informações em www.sinimplantsystem.com

 

De: Caroline Fakhouri – Key Press <relaciona@keypress.com.br>

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here