São Pedro leva animação, quadrilha e forró pé de serra ao distrito de Riacho da Guia

0
207

Depois de Santo Antônio, que chegou no início do mês anunciando o Trem do Forró, da Vila montada no Mercado do Artesão, que levou para o palco mais de 10 atrações locais, e dos dias intensos de organização na Joseph Wagner, com sucesso de participação popular, os festejos continuam em Alagoinhas.

Quem chegou, neste final de semana, dando continuidade à festa tradicional, foi São Pedro, e ele foi convidado por um público animado, apaixonado por forró, disposto a viver a tradição da cultura nordestina.

A iniciativa é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SECET), que este ano proporciona, à população, a mais extensa grade de festejos juninos do interior baiano, mas a animação é dos munícipes, que abraçaram a proposta da gestão municipal para fazer a festa acontecer durante tantos dias sucessivos.

“Na verdade, acho que a gente tem que começar a viver as coisas que antigamente tinha muito e estão se perdendo, que é a cultura da gente, a cultura nordestina. Mas, quando o forró é gostoso, vai agregando as pessoas mais idosas, que participaram daquilo, e nós, mais jovens, vamos levando isso à frente”, comentou Luiz Alex Ferreira de Brito no São Pedro de Riacho da Guia.

Na noite deste sábado (29), subiram ao palco, no distrito, Forró Beija-Flor, Xinelo Baiano e o tradicional Paroara do Acordeon, que se apresentou novamente, depois do sucesso na Vila de Santo Antônio.

Pra quem gosta de movimento, agito e badalação, ao estilo dos festejos tradicionais, teve também Quadrilha Explode Coração, de Subaúma, se apresentando no meio da noite e enchendo a praça de cores, fitas, histórias contadas por quem faz da dança uma linguagem poderosa de expressão e interpretação.

De acordo com a Administração Municipal, a intenção, mais uma vez, é valorizar os grupos da terra, o forró pé de serra e a cultura popular nordestina.

“Tudo o que a gente quer é preservar essa tradição valorizando os artistas da terra, criando oportunidades de emprego e renda para muita gente que, nesse período, vende um pouquinho mais, costura mais. Você vê que as quadrilhas têm figurinos que são verdadeiras obras de arte. Não é qualquer costureira que faz um vestido desses. É também uma oportunidade de descobrir talentos, de promover pessoas que estão acostumadas a realizar o trabalho, mas não têm oportunidade de mostrar a sua competência, o seu potencial. Uma comemoração dessas termina sendo um momento especial de grandeza para toda a comunidade, não apenas para quem gosta do evento, mas também para aqueles trabalham durante os dias de festa”, salientou Iraci Gama, vice-prefeita e secretária municipal de cultura, esporte e turismo.

Para o vereador Noberto Alves (Bebé), de Riacho da Guia, a realização dos festejos de São João e de São Pedro no distrito, e não apenas na sede, reflete o comprometimento da gestão em preservar a cultura, a memória e a tradição. “Eu sempre comparo o distrito de Riacho da Guia com uma cidade de pequeno porte, porque temos um distrito muito populoso, o pessoal daqui gosta muito de festa, então converso muito com o prefeito, com a secretária Iraci Gama e temos falado muito sobre a renda gerada com esses eventos, que movimentam a economia local. Estou muito feliz com essa preocupação do prefeito. Gostaria de parabenizar a SECET e o prefeito Joaquim Neto também pela sensibilidade para ajudar a trazer essas bandas que tocam realmente forró tradicional pé de serra”, pontuou, no sábado, durante a festa.

O prefeito Joaquim Neto, que também participou do arrasta pé em Riacho da Guia, ressaltou a importância de se fazer uma grande festa para todos os públicos não apenas na zona urbana. Segundo ele, “a festa que mantém a tradição viva precisa ser democrática”.

O gestor agradeceu ao público, pela participação efetiva, pela animação ilimitada, pela dança conjunta nos distritos e na avenida. “O sorriso estampado na cara de nossa gente, esse forró gostoso, que chega e a gente nem percebe, mas já está dançando, a quadrilha, as famílias todas, que vêm juntas e apresentam a nossa cidade para quem chega de fora, tudo isso mostra como a nossa cultura é cheia de riquezas e precisa ser preservada. É o que temos feito aqui. A multidão que prestigiou todos esses dias de festa é testemunha da linda festa que conseguimos fazer juntos”, enfatizou.

Entre o público que acompanhou as bandas da terra em Riacho da Guia, neste sábado, a repercussão foi positiva.
“Maravilha! Amo a festa de São Pedro aqui. Não pode perder a tradição, não. Aqui é de pai pra filho, de sogro pra nora, pra filho, pra tudo. Não pode acabar de jeito nenhum o São João nem o São Pedro. Já dancei muito e hoje é minha filha que se apresenta com a quadrilha aqui. Ela mora lá em Subaúma, mas nunca deixou a raiz. Tem que ser preservada a cultura. E agora, com esse prefeito retado, está maravilhoso!”, relatou Crispiana Leite de Santana, moradora de Sucupira há 40 anos.

Para garantir a diversão e segurança das famílias, a festa de São Pedro em Riacho da Guia contou com apoio de efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar, que trabalhou com patrulhas no local.

A programação no distrito continua neste domingo (30), a partir das 18h. A festa é aberta ao público.

 

fonte: Secom Alagoinhas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here