SECIN. O trabalho que está dando para arrumar a casa.

O Secretário Municipal de Infraestrutura, André Luís de Carvalho, dando seguimento ao ciclo de apresentações na Câmara Municipal, iniciou a sua fala explicando como se deu o processo de transição. Documentos fundamentais para a gestão da pasta, a exemplo do Plano Diretor de Alagoinhas (PDDU) que orienta o desenvolvimento econômico, social e territorial do município foram passados de forma insuficiente e incompleta.

Além do PDDU, outros importantes instrumentos de planejamento e controle foram solicitados, como: Plano Plurianual (PPA), Lei Orçamentária Anual (LOA), Quadro de Detalhamento de Despesas (QDD), Relatórios de Orçamentário comparando a previsão com as ações realizadas, e de patrimônio tombado e estado de conservação, assim como de imóveis próprios do município de responsabilidade da SECIN, Relação dos imóveis alugados e outros bens locados e de todos os contratos existentes com status de execução, paralisados ou em processo de distrato e das licitações que ocorreram no período de 2013 a 2016, entre outros documentos. André Luís apresentou um detalhamento minucioso dos documentos solicitados à antiga gestão, sinalizando os que foram entregues, alguns de forma incompleta, e os que não o foram até o presente momento.
O Secretário apresentou o novo organograma da secretaria, afirmando que  “deixaremos para a próxima gestão todas as informações de contratos, medições, relatório de ações, de processo, de alvará, de análise, entre outros, arrumados e organizados para que o meu sucessor possa trabalhar em cima de informações seguras.”
Também foi apresentado o Quadro de Detalhamento de Despesa referente ao ano de 2017, destacando que um dos maiores valores refere-se às obras de convênios como as poligonais que ficaram paradas por cerca de sete anos e que a SECIN está requalificando para executar, obra que, segundo o secretário, diminuirá as situações de alagamento em vários bairros de Alagoinhas.
Sobre a macrodrenagem do Silva Jardim, cujos recursos do Ministério da Integração já foram gastos e até hoje a população não percebeu os resultados efetivos, disse ser um desafio que será enfrentado de pronto. E que, entre convênios, antigas e novas emendas, o gestor da pasta afirmou que brevemente o município contará com cerca de três milhões de obras licitadas iniciando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here