“Sem investimento público o Brasil não cresce”, diz Maia, sobre o PIB

Presidente da Câmara Rodrigo Maia

“O setor privado sozinho não vai resolver os problemas”, acrescentou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez duras críticas, na quarta-feira (04), à política econômica do governo Bolsonaro. Ele apontou que o resultado pífio do PIB (Produto Interno Bruto) de 2019, que cresceu apenas 1,1%, mostra que a insistência no enxugamento de gastos públicos acaba comprometendo o crescimento do país.

A conclusão a que chega agora o presidente da Câmara Federal é a mesma já apontada há algum tempo por vários economistas, entre eles, Eduardo Moreira, José Luis Oreiro e Nilson Araújo de Sousa.

Ele acrescentou que “sem investimento público dificilmente o país cresce de maneira sustentável”. “O fraco crescimento do PIB em 2019, de 1,1%, já era esperado”, disse, acrescentando que “o governo tem que fazer investimentos para ajudar na retomada econômica do país”. Maia fez essa declarações ao deixar a cerimônia de filiação do apresentador José Luiz Datena ao MDB.

“Um dos números mostra uma queda do volume de investimento público, uma queda dos serviços na área pública, o que prova que a aplicação do Orçamento, os investimentos públicos são muito importantes também para ajudar o crescimento econômico”, enfatizou Rodrigo Maia. “A gente não consegue organizar um país apenas fazendo as reformas, cortando, cortando, cortando”, acrescentou o presidente da Câmara.

Para Maia, o investimento do governo é importante porque “o setor privado sozinho não vai resolver os problemas”. “Então acho que a grande mensagem do PIB que saiu hoje é exatamente que a participação do Estado também será sempre importante para que o Brasil possa crescer e se desenvolver”, concluiu.

“A expectativa [de crescimento de 1,1%], infelizmente confirmada, não era tão positiva. Os números mostram uma queda do volume de investimento público e uma queda dos serviços na área pública, o que prova que na aplicação do orçamento, os investimentos públicos são muito importantes também para ajudar o crescimento econômico”, disse.

 

Fonte: Hora do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here