Tacla Duran critica Moro e Dallagnol por salários do Podemos: ‘cumpridores da Lei de Gerson’

Advogado usou expressão brasileira atribuída a pessoas que tentam levar vantagem em tudo, sem se preocupar com questões éticas

O advogado Rodrigo Tacla Duran, que afirma ter sido vítima de extorsão por parte do advogado Carlos Zuccolotto, amigo do ex-juiz suspeito Sergio Moro, cujo enriquecimento está sendo investigado pelo Tribunal de Contas da União, criticou o ex-juiz parcial e o ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol.

Filiados ao Podemos, os dois irão receber remuneração com recursos públicos. Moro terá salário de R$ 22 mil e Dallagnol, de R$ 15 mil. Pelo Twitter, Tacla Duran afirmou que Moro e Dallagnol tentam levar vantagem onde podem. “Juiz e procurador cumpridores da lei de Gerson…”, escreveu o advogado.

O advogado Tacla Duran fez referência a uma expressão criada na década de 1980 pelo jornalista Mauricio Dias a partir de uma proganda de cigarros protagonizada pelo meia-armador Gérson, jogador da Seleção Brasileira de Futebol, e ficou associada à pessoa ou empresa que obtém vantagens de forma indiscriminada, sem se importar com questões éticas ou morais.

Fonte BRasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here