Titular da SESEP fala sobre a força tarefa envolvendo várias secretarias.

Em conversa mantida hoje pela manhã com o secretário Harnoldo Azi, tomamos conhecimento do trabalho que está sendo desenvolvido pela recém criada força tarefa, envolvendo três secretarias e uma autarquia, no atendimento às demandas em diversos bairros da cidade.

O plano de trabalho foi estabelecido da seguinte maneira: a SESEP, ao tempo que faz a limpeza da ruas já pavimentadas, verifica a existência de buracos e aciona a empresa responsável pelo serviço, como também a iluminação pública. Ruas onde o SAAE abriu buracos para execução de serviços, a SESEP será imediatamente acionada para mandar tapá-los  Enquanto isso, a SECIN fica responsável pelas vias ainda não pavimentadas.

Para ilustrar, o gestor da SESEP mencionou o Miguel Velho onde três secretarias precisam agir: na estrada do Jorrinho, a manutenção é por conta da SEAGRI, por que é zona rural; a estrada via Baixa da Candeia margeando a linha, não tem pavimentação, então é com a SECIN; a via asfaltada que vai da Rua do Avião ao Miguel Velho, é responsabilidade da SESEP e o serviço já foi feito.

“Alagoinhas não pode ver chuva, o pavimento é comprometido por uma rede de drenagem muito antiga, com ligações clandestinas e com um solo arenoso. Esse conjunto de fatores faz com que os buracos se multipliquem”, ponderou Harnoldo. “A Lourival Batista está agendada para o meio desta semana, se a chuva permitir, não se pode colocar asfalto no chão molhado. O trabalho será feito à noite para não atrapalhar o trânsito”, completou o secretário.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here