Torcedor antifascista perde emprego após enfrentar bolsonaristas

Empresa nega que tenha relação, mas Emerson afirma que gerente mencionou participação nas manifestações como motivo para rescisão de contrato.

O torcedor antifascista, Emerson Osasco, que ganhou notoriedade ao erguer o punho e enfrentar bolsonaristas na manifestação na avenida Paulista, no último domingo (31), teve seu contrato de trabalho como desenvolvedor de software rescindido no dia seguinte ao protesto.

“Após toda a repercussão, as imagens chegaram no meu serviço”, afirmou Emerson, que era contratado como pessoa jurídica da multinacional Softtek, empresa de tecnologia fundada em 1982 no México, com filial em Barueri (SP).

A Softtek, por sua vez, negou que tenha rescindido o contrato de Emerson por razões políticas, mas disse que não comenta casos específicos. “Nossas políticas de RH cumprem os regulamentos e estão alinhadas ao nosso código de ética”, diz breve nota enviada à reportagem.

 

Fonte: Revista Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here